Especial: Um pouco mais sobre o Óscar - Roteiros e Direção



Dando continuidade ao nosso aquecimento Oscar (você pode conferir as matérias sobre categorias técnicas aqui, sobre música e animações aqui e documentários, curta e filme estrangeiro aqui), hoje iremos falar um pouco mais sobre três categorias principais: Roteiro Original, Roteiro Adaptado e Direção.

E para começar a falar sobre estas categorias, trago polêmicas: Afinal, de quem é o filme? Roteirista ou Diretor? No Brasil, um dos nossos principais produtos são as telenovelas. Nelas, é bastante comum entendermos o produto sendo dos escritores. Quando pensamos em Avenida Brasil, automaticamente lembramos de João Emanuel Carneiro, mas, ao pensarmos em Central do Brasil nem lembramos dele, mesmo ele sendo um dos roteiristas responsáveis pelo filme, lembrando apenas de Walter Salles.
Guillermo Arriaga, responsável pelo roteiros de 21 Gramas, Babel (ao qual inclusive concorreu ao Óscar) e Amores Brutos, questionou em entrevista: porque os roteiristas não são creditados como os verdadeiros autores dos filmes? De fato quando pensamos nestes filmes, a primeira lembrança é a de Iñárritu.


Apimentando um pouco mais esta discussão, não podemos esquecer que muitas vezes os diretores deixam suas marcas registradas nos filmes. É bastante fácil identificar filmes do Woody Allen, Iñárritu, Ang Lee, os irmãos Coen, James Cameron, Steven Spielberg, Martin Scorsese, Quentin Tarantino entre muitos outros. Assim, não seria o diretor o responsável por dar a identidade ao projeto e assim, ser entendido como o "dono" da obra?

Sinceramente não temos a resposta para vocês e a discussão acerca deste tema é quase um Fla x Flu com bastante argumento para ambos os lados, entretanto, sorte a nossa que o Óscar premia os melhores Roteiros Original e Adaptado, o(a) melhor diretor(a) e os produtores e toda equipe recebem o de Melhor Filme. Felizes são aqueles que são responsáveis simultaneamente por Roteiro e Direção, e este ano temos Greta Gerwig (Lady Bird: A Hora de Voar), Jordan Peele (Corra!) e Guillermo Del Toro (A Forma da Água) indicados em ambas categorias.

- Roteiro Original: É oferecido ao melhor roteiro não baseado a nada publicado anteriormente. Ou seja, obviamente baseado em alguma história ou histórias que o roteirista vivenciou ou passou a pesquisar, mas, que não foi matéria de nenhum livro, peça de teatro e afins. Moonlight: Sob a Luz do Luar, por exemplo, venceu o prêmio do sindicato dos roteiristas como roteiro original, entretanto, por ser baseada em uma peça de teatro, foi na categoria de roteiro adaptado que ele venceu no Óscar.

Nesta categoria, Woody Allen domina com muita folga em indicações (são 16 no total, sendo o 2º colocado Frederico Fellini com 6). Em vitórias ele repete o primeiro lugar com 3 vitórias, mas, seguido de perto por Charles Brackett, Paddy Chayefsky, Quentin Tarantino e Billy Wilder com 2 vitórias. Entretanto, entre estes, somente Tarantino ainda pode alcançar Woody Allen em vitórias.

Woody Allen, ainda, é o roteirista mais velho a receber o prêmio. Ele estava com 76 anos ao receber a estatueta por Meia Noite em Paris. O mais novo, por sua vez, foi Ben Affleck, que recebeu o prêmio aos 25 anos,  junto do amigo Matt Damon por Gênio Indomável.


Os indicados desta edição são: Doentes de Amor (Emily Gordon e Kumail Nanjiani), Corra! (Jordan Peele), Lady Bird (Greta Gerwig), A Forma da Água (Guillermo Del Toro e Vanessa Taylor) e Três Anúncios para um Crime (Martin Mc Donagh).

- Roteiro Adaptado: O nome é bastante intuitivo e o prêmio é oferecido ao melhor roteiro baseado em um livro, série de tv, outro filme etc. As sequências de filme, desde que baseadas na original, são consideradas Roteiro Adaptado.
Ao contrário da categoria de Roteiro Original, aqui, temos 9 vencedores com 2 estatuetas cada. Outros 9 vencedores são vencedores simultâneos (Original e Adaptado).

Temos dois recordes este ano na categoria. James Ivory, responsável pela adaptação de Me Chame pelo seu Nome, é o roteirista mais velho a concorrer na categoria, com 89 anos, enquanto Logan é o primeiro filme de super-herói a emplacar uma indicação na categoria.


Os indicados desta edição são: Me Chame pelo seu Nome (James Ivory), O Artista do Desastre (Scott Neutadster e Michael Weber), Logan (Scott Frank, James Mangold e Michael Green), A Grande Jogada (Aaron Sorkin) e Mudbound: Lágrimas sobre o Mississipi (Virgil Williams e Dee Rees).

- Direção: Aqui é premiado o(a) melhor diretor(a). Aquele profissional responsável pela maior parte das decisões no decorrer das gravações e que faz de tudo para extrair o melhor de sua equipe, principalmente das atuações. Aquele que coordena a gravação das cenas no panorama que quer contar a história.
Infelizmente é uma categoria com pouca variedade, e apresento em números e nomes o que quero dizer:


- Só 3 diretores asiáticos foram indicados até hoje. Ang Lee 3 vezes (O Tigre e o Dragão, Brokeback Mountain e As Aventuras de Pi, tendo vencido pelos dois últimos), Akira Kurosawa (Ran) e Hiroshi Teshigahara (A Mulher da Areia);


- Só 5 diretores negros foram indicados, sem nenhuma vitória. John Singleton (Os donos da rua) é também o diretor mais novo já indiciado com 24 anos, Lee Daniels (Preciosa), Steve McQueen (12 Anos de Escravidão), Barry Jenkins (Moonlight) e Jordan Peele (Corra!);

- Só 5 diretoras foram indicadas, com uma única vitória. Lina Wetmuller (Pasqualino Sete Belezas), Jane Campion (O Piano), Sofia Coppola (Encontros e Desencontros), Kathryn Bigelow (Guerra ao Terror) que venceu enquanto concorria com seu ex-marido James Cameron (Avatar) e Greta Gerwig (Lady Bird: A Hora de Voar).

Já fomos representados em duas ocasiões nesta categoria: Hector Babenco (O Beijo da Mulher Aranha) e Fernando Meirelles (Cidade de Deus). Ano passado o vencedor foi Damien Chazelle por La La Land, o que o tornou o mais novo a vencer na categoria, com 32 anos.


Os indicados deste ano são: Cristopher Nolan (Dunkirk), Jordan Peele (Corra!), Greta Gerwig (Lady Bird: A Hora de Voar), Paul Thomas Anderson (Trama Fantasma) e Guillermo Del Toro (A Forma da Água).

E aí? Quais seus favoritos em cada categoria? Conta pra gente e não esquece de nos seguir nas redes sociais! ;-)

João França

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário