Falcão e o Soldado Invernal – A escolha que nos define (Análise do Episódio 5)


Chegando perto do seu final, a série da Marvel exclusiva do streaming Disney+, Falcão e o Soldado Invernal, entregou nessa semana um episódio muito diferente do habitual: mais longo, em torno de 1 hora, com poucas cenas de ação e, principalmente, com muito avanço nas tramas internas dos personagens. A série promete entregar um grande final épico, porém, em seu penúltimo capítulo, ela começa amarrar as pontas soltas e planta caminhos que irão mudar os seus personagens de maneiras únicas, e, ainda de surpresa, nos apresenta uma personagem nova deste universo, interpretada por uma grande atriz que promete trazer novos desdobramentos no futuro do MCU.

Continuando a nossa cobertura semanal, já debatemos os episódios 1 e 2, 3 e 4  nas nossas matérias anteriores, e agora iremos debater o que vem a seguir na reta final do seriado.

Então se prepare, pois vamos comentar o episódio da semana de Falcão e o Soldado Invernal!

Atenção: Spoilers do episódio da semana.

Impossível de esquecer, a cena final da semana passada, em que John Walker, o novo Capitão América, assassina um membro do grupo Apátria em frente a um grande número de pessoas com o próprio escudo do Capitão, reverberou muito na internet e explodiu nas redes sociais com o caminho que Walker escolheu trilhar. Enfim nós vemos as consequências da ação, quando Walker, transtornado e chocado com a própria brutalidade que causou, se vê diante de Sam e Bucky, exigindo o escudo de volta, o que ele nega, resultando numa cena de luta intensa e brutal.

Muito crua e com presença de sangue em determinados momentos, a luta declara oficialmente a obsessão de Walker em portar o manto do Capitão América, independente das escolhas boas ou ruins, com uma visão distorcida do que deveria representar o escudo do herói, levando-o a tomar medidas extremistas e até cruéis com os seus companheiros de equipe, tendo até quebrado o braço mecânico de Bucky e rompido as asas de Sam, mas eles derrotam Walker e conseguem pegar o escudo de volta.

A desconstrução da figura heroica que Walker quis construir em torno do Capitão e do escudo vem com a sequência de cadências que levam Walker a perder o pouco que ele representa, tendo a imagem de herói justo e nobre manchada com sangue, pagando com a perda de todos os benefícios e patentes que conquistou no exército americano. Isso é algo que regride muito uma pessoa a não ter mais nada o que representar. Sendo assim a construção antagônica de Walker está se provando muito interessante e profunda, levando a atitudes agressivas, violentas e desonestas, como mentir para os pais de Lemar, dizendo que matou o assassino de seu filho. Assim, a série está levando Walker a se tornar o Agente Americano, conhecido vilão dos quadrinhos.


É importante ressaltar que sua transformação recebeu uma benção especial nesse episódio. A série introduziu uma nova personagem importante do cânone do universo Marvel, ninguém menos que a Condessa Valentina Allegra de Fontaine. Interpretada pela famosa atriz da televisão conhecida por Seinfeld e Veep, Julia Louise-Dreyfuss, a personagem não é conhecida pelo grande público, mas possuiu uma grande importância no universo Marvel, recebendo até outros nomes como a Madame HYDRA.

Sua entrada no MCU é inesperada, pois há muitas possibilidades de grandes desdobramentos no futuro. Como o próprio codinome diz, ela pode tentar reerguer a organização terrorista HYDRA, que não aparece no MCU desde Capitão América 2 e A Era de Ultron. Além disso, a Condessa também é conhecida por ser a organizadora e supervisora do grupo ThunderBolts, o grupo de vilões e anti-heróis da Marvel – e muitos fãs estão teorizando que a série do novo Capitão está preparando para esse futuro. Há muito a se teorizar sobre qual será o grau de influência que ela trará ao futuro no MCU; o máximo que vimos é sua personalidade fria e calculista, já que ela fala a Walker que ele não fez nada de mau e garantiu que estará de olho nas atividades dele.

em se tratando de nossos heróis, nós vimos uma grande mudança na figura do Falcão, Sam Wilson. Antes tido como inseguro e indeciso sobre como portar o legado de Steve Rogers, escolhido pelo próprio Rogers, Sam buscou reaprender o que significa ser um novo tipo de herói diferente em tempos tão indiferentes e estranhos. Por isso, ao limpar o sangue de um inocente do escudo, ele parte para buscar soluções com Isaiah Bradley, o primeiro super soldado negro.

Sam começou o aprendizado da importância da escolha de Roger de ser o novo Capitão ouvido a história trágica de Isaiah – desde como foi usado como cobaia de experimento até quando começou a perder traços de sua humanidade num mundo cruel contra pessoas negras e a ser literalmente apagado na história. Essa história ganha uma profundidade muito trágica com a nossa realidade, especialmente quando Isaiah relaciona com o esquadrão Red Tails, o famoso, mas quase esquecido pela história, esquadrão aéreo formado por homens negros na Segunda Guerra Mundial. O seriado consegue estabelecer parâmetros e relações com a nossa realidade e descontrói para o espectador o sentimento de um homem negro se sentindo esquecido pela história, e até consegue dar uma nova motivação do porquê a figura de Sam é importante para o mundo em que vivemos.

Sam se choca e se comove com a vida de Isaiah, principalmente pela fala dele sobre como o mundo nunca aceitaria um Capitão América negro e como nenhum homem negro teria coragem de aceitar tal papel. Sam demonstra ficar impactado com a falas de Isaiah e acata uma decisão muito diferente do que esperamos.

O seriado interrompe toda a trama de caça ao terrorismo e missões globais e dedica a maior parte do tempo para mostrar ele se reencontrando com sua irmã e seus sobrinhos para consertar o barco de sua família. Alguns até chamariam de perda de tempo na narrativa, porém deu uma oportunidade para Sam desenvolver e processar o que aprendeu na sua jornada na série. Tendo contato com suas raízes, Sam não demonstrou mais insegurança e receio por parte de sua decisão de negar o escudo do Capitão, e, com ajuda de Bucky, consegue entender mais um pouco qual o sentido de portar o escudo, seja pelo simbolismo ou até mesmo pelo porte físico.

Falando em Bucky, o seriado já está deixando uma brecha para ajudar ele a fazer as pazes com o seu passado sangrento. De tempos mais pontuais – como, por exemplo, localizando o Barão Zemo no país Sokovia e entregando ele para as Dora Milaje –, o ex-Soldado Invernal não sente mais a necessidade assassina e incontrolável, apenas entende que apagar os traumas de seu passado não está somente em atitudes físicas, e sim em se perdoar por dentro. Isso é algo que ele começa a aprender através de sua relação com Sam.


Somado a tudo isso, as peças já estão jogadas no tabuleiro e o final promete ser explosivo, pois os Apátrias, chefiados por Karli Morgenthaun, planejam um ataque contra os senadores que estão querendo extraditar milhares de refugiados aos seus países de origem. Sentindo como se fosse a gota d’agua, o embate promete ser grandioso, pois, durante a folga de Sam, mais seguidores se juntaram ao movimento. Então agora Sam terá que abraçar o escudo e se tornar quem ele está predestinado a ser, tendo não só que enfrentar Karli e os Apátrias, mas também John Walker, que, na primeira cena pós-créditos da série, está criando o seu próprio escudo e o seu próprio uniforme para provar sua visão distorcida.

Está preparado o grande final da série, que veremos em poucos dias...

Assim, nós encerramos a nossa penúltima análise da nova série da Marvel, e, juntos, vamos acompanhar o encerramento desse arco que promete estabelecer um novo rumo na mitologia do Capitão América, e quem sabe pistas dos novos frutos que o MCU pode render, seja nos cinemas ou em séries de televisão. Continuem a nos acompanhar, pois iremos debater as novas produções do Marvel Studios ao longo do ano.

Falcão e o Soldado Invernal é uma produção original do Marvel Studios e é exclusiva do streaming Disney+.

O que achou da nossa análise? Você acha que a Condessa pode trazer algo empolgante para o MCU?

Escreva um comentário! Siga-nos em nossas redes sociais! E confira o nosso site para mais novidades!

Nenhum comentário:

Postar um comentário