Análise do episódio 6 de WandaVision: É tempo de carna ... ops Halloween!

 

Infelizmente uma das múltiplas alegrias que nos foi tirada por conta da pandemia da Covid-19 foi o carnaval, a época de se fantasiar e encher de glitter e pular no bloquinho. Porém, a diversão para o final de semana está garantida com mais um episódio de WandaVision, e ironicamente, os personagens estão celebrando com fantasias, mas no Halloween, onde vemos na história que a trama da realidade de Wanda está chegando em uma ameaça global e até perigosa para o MCU.

Nesse episódio, onde mais respostas e dúvidas são deixadas, vemos que a ameaça sobe ainda mais. Vamos tentar agora decifrar o que de relevante pode acontecer nos episódios finais da série.

Então acomode-se, pois vamos analisar o novo episódio de WandaVision!

Atenção! Spoilers!


Faltando apenas 4 episódios para encerrar a trama, a produção do Marvel Studios continua suas homenagens à televisão americana e utiliza novamente isso a seu favor para narrar a trama e para demonstrar as distorções de realidade feita pela Wanda. Agora passando dos anos 90 até um pé no início dos anos 2000, a série homenageada nessa semana é Malcolm in the Middle, que durou de 2000 até 2006 e narrava as aventuras de um garoto chamado Malcolm, interpretado pelo antigo astro mirim Frankie Muniz, um garoto genial que tem uma família muito comum para os seus padrões. Essa é uma das referências mais claras, onde a abertura é idêntica a da série original e, além disso, o seriado antigo utilizava a técnica de quebrar a quarta parede (personagem conversar com espectador) para o público simpatizar com o protagonista carismático.

E isso é utilizado aqui, pois agora com a presença dos filhos gêmeos da Wanda, o jovem Billy começa o episódio quebrando a quarta parede para nos deixar situados com a situações estranhas que acontecerem desde que o “Tio Pietro” chegou à sua casa.

A grande revelação da semana passada, o retorno do Mercúrio ao MCU, porém interpretado por um outro ator, tem intrigado muitos espectadores durante a semana, pois como podemos ter certeza de que esse é realmente o irmão da Wanda que voltou dos mortos e está parecendo outra pessoa?


Muitos pontos podem favorecer isso de que realmente ele não é quem diz que é. Ele naturalmente se encaixa no contexto da realidade televisiva que a Wanda criou, fazendo aquele típico personagem que é muito comum em seriados de comédia familiar: o do tio descolado, que mesmo não trabalhando as crianças adoram a sua presença. Ele realmente cumpre esse papel, sempre brincando com Billy e Tommy e fazendo todo o tipo de bagunça irresponsável que as crianças adoram.

Contextualizando o ambiente que essa história se passa, estamos na época do Halloween, na qual os fãs finalmente tiveram o fan-service que mais aguardavam na série: a dos heróis usando as fantasias ultra coloridas idênticas dos quadrinhos, como o Visão usando uma roupa de lutador mexicano e Wanda utilizando o seu uniforme clássico, dando uma boa desculpa de que essa é uma roupa de vidente de Sokovia.

Até mesmo temos os novos personagens usando o uniforme igual dos quadrinhos, com Billy utilizando a sua roupa da identidade heroica de Wiccano, e mais para a frente o pequeno Tommy utiliza o uniforme idêntico do seu “tio” Pietro, já que nos quadrinhos ele também tem o poder da super velocidade.

O principal conflito que ocorre para Wanda nesse episódio é de tentar entender como o seu irmão voltou a sua realidade, pois é realmente estranho que esse Pietro tenha atitudes muito diferentes da que vemos em sua apresentação no filme de A Era de Ultron. Se antes ele era muito acolhedor e sempre disposto a dar atenção e carinho a sua irmã, o Pietro que vemos na série possui uma atitude desleixada e mais solta e, principalmente, questionadora para a sua irmã. Fazendo inúmeras pegadinhas e até mencionando demônios na série...

Sendo que se reparamos no episódio inteiro, Wanda sempre responde perguntas que deixa entender a noção de que Pietro sempre solta informações de seu passado que ela nunca lembra de fato, fazendo soar que realmente ele quer que a heroína tenha os pensamentos e noções que ela nunca havia pensado antes quando criou essa fantasia para viver com sua família.

Outro conflito que vemos desenrolar nesse episódio é a crescente busca do Visão para saber a verdade deste local. Conseguindo dar uma boa desculpa para fugir da vigilância de Wanda, o herói consegue chegar a locais na cidade de WestView que nos mostram pessoas que não estão no controle de Wanda e seus poderes, vendo alguns pontos onde pessoas estão num loop de ações, como se fossem personagens de videogame de mundo aberto que estão repetindo movimentos básicos, pois não estão no comando para realizar os desejos de Wanda.

Isso é tão evidente até que mais para frente o Visão consegue chegar a uma região muito mais distante da cidade, onde todos os habitantes estão literalmente em pausa e sem executar ação nenhuma, o que faz o nosso herói estranhar ainda mais essa situação. Até que logo obtém respostas de ninguém menos que a vizinha misteriosa Agnes, que, diferente de estar “em pausa”, está com os olhos vidrados e repetindo falas de comando em loop sem sentido.


Visão ao despertá-la, descobre coisas estranhas: como o fato de ele estar morto, ou de não lembrar que foi um dos Vingadores, tudo isso revelado com reações estranhas de Agnes, onde ao contrário do colega de trabalho, Norm, que ele despertou a sua mente na semana passada, Agnes está com certeza de quem é, não demonstra sensações de estar confusa, até dando risadas escandalosas que parecem ser de uma bruxa, e olha que ela está até com uma fantasia de bruxa...


Mesmo Visão restaurando a memória dela, ele consegue tomar uma atitude, de sair das fronteiras da cidade e assim sair da tal realidade, o tal de HEX. Falando em mundo real, muitos acontecimentos intrigantes aconteceram na base da S.W.O.R.D., o conflito de Monica Rambeau e sua equipe contra a autoridade do diretor Heyward está crescendo a cada segundo, pois à medida que ambos divergem sobre com lidar com essa anomalia de realidade de Wanda, Heyward vai revelando as suas verdadeiras motivações.

Ao dispensar Monica, Woo e Darcy, eles assumem a próprias investigações, com Darcy conseguindo hackear arquivos secretos do centro de comando da operação, eles conseguem descobrir que o diretor estava ocultando segredos, entre eles uma vigilância a mais do HEX e até mesmo a análise do sangue de Monica. Já que sabemos que ela já continha certos níveis de radiações em seu sangue, aumentando a chance de finalmente seus poderes começarem a se manifestar, principalmente depois de Monica revelar que ela tentará invadir a cidade com o veículo que foi montado em segredo, provavelmente no episódio da próxima semana, a segunda entrada na realidade pode despertar os seus poderes.

Voltando ao Heyward, pois seu nível de antagonismo na série está crescendo, muito além do esperado, pois se antes era apenas um sujeito com preconceito e com atitudes extremas e perigosas para pôr um fim a essa atividade relacionada a Wanda, ele está se revelando um sujeito com motivações duplas e misteriosas. Muitos fãs estão começado a juntar as peças, pois já foi especulado semanas atrás de que duas entidades de intenções malignas na série, como a HYDRA ou até A.I.M., estejam infiltradas na operação, então há forte concepções de que Heyward possa ser um agente duplo de umas dessa duas instituições no universo Marvel, que está tirando proveito desse incidente causando por Wanda para conseguir algo a mais. Podemos até ser mais explícitos nesse assunto, pois no episódio Darcy descobre algo nos arquivos de Heyward, algum projeto chamado “Cataract”, não sabemos do que se trata.

Antes de retomarmos a trama do Halloween, precisamos dar uma análise ao notório e frequente momento dos episódios, a do comercial. Sendo esse o mais complexo e mais mórbido de todos que já temos na série, pois pode relevar algo sobre as motivações da Wanda e de todo o mistério em torno da realidade criada por ela. 

O comercial em stop-motion mostra um garoto sozinho perdido numa ilha e morrendo de fome, o que pode ser uma metáfora ao sentimento de perda e solidão que Wanda sentia depois de perder tudo durante sua trajetória no MCU, até que esse menino recebe a visita de um tubarão, um famoso predador do mar, que está oferecendo um iogurte da marca YO-Magic, esse tubarão pode ser alguém que demonstrou uma solução para os sofrimentos de Wanda (Mephisto? Agnes/Agatha?) que no caso seria a magia, que tornou toda essa realidade possível, tanto que o slogan do iogurte é: “YO-Magic: lanche para sobrevivente”, como se a magia nascesse da sobrevivência e da dor de Wanda.

O comercial continua com o menino tentando abrir a qualquer custo esse pote de iogurte, mas passa-se nove dias e nove noites (os nove episódios da série) e ele não consegue abrir até que ele morre de fome, sugerindo a ideia de que Wanda está disposta a usar todo o seu esforço para manter essa realidade intacta para ela ser feliz, mas não consegue manter tudo ideal e que essa trajetória pode levar a sua morte, e não importa para quem deu tudo isso, no caso o tubarão/quem ofereceu essa magia a Wanda.

Quando voltamos aos acontecimentos entre a Wanda e seu irmão Pietro, conseguimos ver que ela não consegue identificar que aquele é o seu irmão, pois ela sempre está questionando coisas básicas de suas lembranças, como o sotaque de sokoviando ausente, na qual Pietro sempre demonstra sempre desviar, e ao mesmo tempo questionar a presença de Billy e Tommy tão repentina na vida de ambos, como se quisesse algo com eles, ainda mais quando ele sente que Visão está sofrendo ao sair de Westview, revelando saber mesmo da “primeira” morte do Visão. Como ele sabia? Sendo que ele estava morto todo esse tempo desde Era de Ultron até os acontecimentos na série?

Ainda se levanta sobre quem é de fato esse Pietro. A teoria mais famosa e que circula entre os fãs é de que seja o grande vilão demoníaco Mephisto disfarçado para obter as crianças, ao alguma manifestação feita por Agnes/Agatha Harkness para manter Wanda sobe controle de seus poderes, não sabemos nada, mas de fato podemos sentir que esse Pietro não é realmente quem diz ser. Com certeza teremos a respostas nas próximas semanas.

O episódio consegue em vários momentos gerar tensão e clímax, com Visão conseguindo sair de WestView, mas se deteriorando por causa da radiação do campo de força, tendo mais uma pista do antagonismo dúbio de Heyward, vendo-o sair e até dando entender que ele esperava isso acontecer. Até que quem sente esse acontecimento doloroso com o Visão é seu filho Billy, manifestando pela primeira vez os seus poderes, e alertando a mãe que ele está de fato fora da cidade e está morrendo.

O que leva Wanda a expandir seus poderes a níveis catastróficos, ampliando o campo de energia em torno da cidade, sugando tudo que há ao redor, inclusive a base dos agentes da S.W.O.R.D. que se transforma num circo ao ser sugado pelo campo de energia, e todos os agentes viram palhaços e mímicos, e alguns conseguem escapar como o diretor Heyward. Demonstrado que o poder de Wanda está em um nível astronômico e perigoso e isto poder ser a primeira demonstração do caos de Multiverso que a Wanda pode desencadear no final da série e será a ponte para Homem-Aranha 3 e Doutor Estranho: No Multiverso da Loucura.

Assim o episódio acaba deixando um número grande de ganchos: Monica e Woo partem para encontrar um contato que deve dar o tal transporte que pode invadir o HEX, a base da S.W.O.R.D. é tomada pelo raio de poder da Wanda e até mesmo a Darcy foi sugada para a realidade da vingadora; e o Visão retorna para WestView, muito ferido e dando o close final dos olhos de Wanda impregnados de poder.



Assim o episódio se encerra deixando algumas informações:

1. Pietro não é quem diz que é. E a Wanda está suspeitando disso.

2. Heyward não é só um agente da S.W.O.R.D., ele está com interesses próprios, com a Wanda e com a Monica.

3. Visão foi danificado por sair da HEX.

4. Billy e Tommy já manifestaram os seus poderes.

5. O comercial da semana pode revelar a real motivação de criar essa realidade, para suprir o sofrimento de solidão de Wanda e foi induzida por alguém ou algo.

6. Quando Agnes desconecta da realidade ela não age como uma pessoa normal, é até assustadora.

7. O Visão na série, não se lembra de ser um herói antes dos eventos da história.

8. A Wanda já desencadeou o seu maior poder e pode piorar.

Assim novas perguntas são feitas:

1. Quem induziu a Wanda a fazer isso?

2. O que Heyward quer com toda essa operação?

3. Quem é de fato o Pietro na série?

4. O Billy e o Tommy vão assumir a identidade de heróis na série?

5. O que vai de fato desencadear o poder de caos no Multiverso na série?

6. Por que Agnes está agindo de forma estranha? 

Assim encerramos a análise da semana, e agora pretendemos dar mais foco e atenção, pois agora faltam 3 episódios e em breve chegaremos as respostas finais da série, onde a tramas da sitcom podem revelar mais segredos de Wanda e de sua realidade e até mesmo da equipe da S.W.O.R.D. Fique conosco para que na próxima semana possa ver o que nos reserva o futuro do MCU.

WandaVision é uma produção original da Marvel Studios e é exclusivo do streaming Disney+.

 

O que achou da nossa análise? Quais as suas teorias sobre o final da série? Quem você acha que é o Pietro?

Escreva um comentário! Siga-nos em nossas redes sociais! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário