Análise do episódio 5 de WandaVision: Quatro é demais ... Ou cinco?


A semana se encerra e mais uma vez o quebra-cabeça da Wanda é mais complexo do que imaginamos. Depois de cabeças explodindo na semana passada, a série original da Marvel Studios, WandaVision, exclusiva no Disney+, chega à sua metade e seus mistérios ficam mais claros a cada episódio. Com uma nova estrutura, o episódio dessa semana é mais uma nova surpresa, com uma grande aparição que pode mudar tudo que conhecemos no MCU.

Nós estamos fazendo uma série de matérias semanais analisando episódio por episódio da produção da Marvel e investigando, ainda mais, os segredos que Wanda esconde de sua realidade. Confira aqui sobre os primeiros episódios, para ver sobre o terceiro e sobre o da semana passada.

Agora se acomode, pois, vamos observar o quinto episódio de WandaVision!

Atenção: spoilers do novo episódio dessa semana.

Como vimos semana passada, a trama da série da Marvel está finalmente revelando suas respostas que tanto queremos sobre, enfim, a realidade por trás da fantasia da Wanda. A estrutura narrativa agora se divide, onde temos a realidade dela e o mundo real, que vai se alternando conforme os mistérios e os segredos se revelam.

Pela lógica da realidade da Wanda, cada episódio é mais um avanço no tempo, onde nos encontramos agora nos anos 80, numa referência tão irônica e gostosa, a icônica Full House, conhecida no Brasil como Três é demais, seriado clássico que possui uma conexão não com a personagem da Wanda, mas sim da atriz que interpreta a personagem, Elizabeth Olsen, irmã mais nova das famosas gêmeas Mary-Kate e Ashley Olsen que ganharam uma fama precoce com esse seriado quando eram apenas pequenas atrizes mirins, interpretando a mesma personagem no seriado.

Agora voltando ao episódio, vemos o progresso da vida familiar do casal de heróis, tendo agora os filhos Billy e Tommy que notamos, com uma forte possibilidade de serem anomalias causadas pela distorção de realidade criada por Wanda. Eles possuem a bizarra capacidade de crescerem quando bem entendem, iniciando a trama apenas bebês, seguindo a frente com 5 até o final com 10 anos.
A vida familiar com filhos não é nada fácil, nem mesmo para o casal de heróis, tendo dificuldade até para acalmar os bebês, porém felizmente a situação é controlada por ninguém menos que a misteriosa vizinha Agnes. 

Já notamos na série que sempre que surge algo que dificulte a vida de Wanda, Agnes está sempre apta para ajudar, dando uma ênfase aos debates dos fãs da real motivação dessa vizinha enigmática, se ela pode ser a bruxa mentora de Wanda, Agatha Harkness ou o porquê ela tem de se aproximar tanto do nosso casal protagonista.

Vemos que nesse episódio que Agnes protagoniza uma cena estranha: sua fala no momento de reparar nos bebês é posta de lado e quieta, como se fosse numa gravação de episódio de tv e o ator esquecesse as falas. Quem mais percebe isso é o próprio Visão onde, relembrando os acontecimentos anteriores, conseguiu uma “brecha” no controle de Wanda e agora está mais atento.

Olhando na trama, nós podemos ver que as suas ações se tornam concretas, pois durante o seu trabalho, Visão é surpreendido ao ver em seu computador de trabalho, um e-mail de aparência ultra secreta, obviamente vindo das frequências da base de vigilância da S.W.O.R.D. no mundo real, relatando o ambiente em que eles vivem como “Anomalia Maximoff”. Juntando as peças, ainda mais somando o fato de despertar o seu colega de trabalho Norm, que se apavora, notamos que o Visão está mais perto da verdade, tanto quanto nós.

Com a enxurrada de informações que obtivemos no episódio passado, a trama agora se divide pelos acontecimentos do mundo real com a equipe da S.W.O.R.D. e a realidade da Wanda, que inclusive ganhou um apelido de HEX vindo da personagem Darcy, em referência a constantes presenças das figuras hexagonais na realidade da Vingadora.

O final do último episódio, com Monica Rambeau assumindo seu protagonismo ao lado do Agente Woo e de Darcy na investigação da anomalia de Wanda, dá direito a criar teorias e elaborar questões a serem respondidas. Ao mesmo tempo notamos a forte crescente do antagonismo do diretor Heyward, sempre vindo com respostas preconceituosas para cima de Wanda e nas suas reais motivações, sendo que Monica está disposta a provar que a vingadora não tem motivações maléficas. Mas Heyward ainda insiste com uma prova em vídeo que é muito reveladora: um vídeo de segurança que mostra Wanda invadindo a instalações da S.W.O.R.D. e roubando o corpo do Visão. Isso alimenta as teorias correlacionadas a revelação chocante do fato do Visão, dentro do HEX, estar com uma aparência de cadáver, mas como ela trouxe ele a vida novamente, ainda não sabemos.

É notável nesse episódio que mesmo que todo o enredo da série é voltado a Wanda e o Visão, é muito positivo que a produção da Marvel está conseguindo desenvolver a personalidade de Monica, com detalhes mais evidentes, onde reparamos que no seu exame de radiações se mostrem como mudanças pequenas, mas significativas de obter poderes no futuro.

Só que mais do que isso, o seriado consegue abrir uma brecha para abordar um pouco da personalidade dela, por exemplo, Monica demonstra algumas reações, como a menção da Capitã Marvel/Carol Danvers, sua expressão é quieta e meio triste, sugerindo até uma mágoa vinda da personagem, tendo em conta que Carol passou todos esses anos longe da Terra e esqueceu de sua amiga Maria, mãe de Monica, que morreu de câncer durante a ausência dela.

Além do fato de que ela obtém qualidades admiráveis, tanto nas investigações da anomalia, quanto ao se mostrar apta a ajudar Wanda a voltar aos eixos diante dessas situações extremas. Sua cena com a Wanda saindo do HEX demonstra isso, ao querer dialogar com a heroína e demonstrar um certo afeto a ela, muito diferente do seu chefe Hayward que está disposto de utilizar violência para encerrar o assunto. Abrindo um parêntese nesse episódio, há uma possível e empolgante menção que Monica faz é de alguma engenheira espacial que adoraria resolver essa questão.

Quem pode ser? A maior aposta dos fãs é de ninguém menos que Susan Storm, a Mulher-Invisível do Quarteto Fantástico! Isso  levando em conta de que o grupo ganhará um filme novo no futuro, e ainda mais que a S.W.O.R.D. é ligada a vigilância espacial, há muitas chances de surpresas virem ...

Essa dualidade de construção psicológica de personagem é bem evidenciada com a Wanda, onde ela e os filhos Billy e Tommy estrelam a subtrama do cachorro Sparks, valendo uma curiosidade que o nome do cachorro “Sparks” (faíscas em inglês) é realmente um cão que existe nos quadrinhos da Marvel, principalmente na minissérie Vision de Tom King, uma forte inspiração no seriado.


O seriado consegue se aproveitar disso para dar um pouco de consistência a dualidade na personalidade psicológica de Wanda, onde a figura dócil do cachorrinho consegue ser usada para deixá-la num dilema que protagoniza a real motivação dela criar essa situação perigosa, pois tendo em conta que ela passou por diferentes traumas durante a sua trajetória no MCU, ela criou tudo isso para disfarçar a sua dor.

Como vemos adiante no episódio, ela e seus filhos saem à procura do cachorro, que é logo achado por Agnes (importante nota: novamente com o broche do ceifador) morto. Essa situação deixa os garotos bem tristes a ponto de utilizarem novamente a habilidade de crescer de novo para conseguirem esquecer a dor. Wanda não deixa, pois ela ensina aos filhos que a morte faz parte da vida e, por mais difícil que seja, é necessário superar. Parece redundante e irônico vindo dela, mas o que Wanda está sentindo nesse ambiente é o que seus filhos também sentem, isso é algo que ajuda desenvolver mais a personalidade dúbia dela com toda essa situação, por mais que ela deva saber que é errado, há algo em sua consciência que pesa uma humanidade.

Mas em contra ponto disso vemos sua personalidade obsessiva de proteger aquela realidade, que acaba pesando imensamente nesse episódio, pois no momento que o drone da S.W.O.R.D. invade o local, vemos Wanda revelar o seu lado agressivo.

Na cena que Wanda consegue sair do HEX e ordena que deixem ela e os moradores em paz, ela já sabe que a cooperação é em vão, pois como vemos durante as últimas semanas, sabemos que Wanda está com o psicológico ainda mais distorcido de proteger o que ela criou, pois ela fala que já tem tudo o que queria, o seu marido, mesmo morto, os seus filhos, que podem ser produtos de uma anomalia distorcida e a vida familiar alegre que ela sonha em ter depois de uma onda de tragédias em sua trajetória no MCU, que é uma mentira criada por ela. Após as ameaças, ela retorna ao domo de energia e acaba ficando vermelha, o que pode indicar mais uma alta concentração de energia radioativa emanando do HEX.

Chegamos então no tão misterioso momento da série, o comercial, que desta vez é de um papel toalha de secagem rápida da marca Lagos. Essa cena estende a teoria que vem sendo comprovada ultimamente, pois já vimos que muitos desses momentos estranhos estão ligados aos traumas de heroína, pois relembrando os acontecimentos dos MCU, precisamente no terceiro filme do Capitão América, Guerra Civil, Wanda desencadeou sem querer uma tragédia em Lagos, capital na Nigéria, onde durante uma missão dos Vingadores para deter o vilão Ossos Cruzados,  Wanda tentou conter o vilão que se explodiu para atacar o Capitão com os seus poderes, mas como a magnitude da explosão era rápida demais, ela não conseguiu aguentar a pressão, causando uma explosão de um andar inteiro da Embaixada de Wakanda na cidade, matando dezenas de vidas inocentes.

Essa tragédia da Wanda é bem explicitada na série, já que no comercial a mulher derrama um suco vermelho, que pode ser o sangue das vidas inocentes, ainda mais no slogan do produto:

“Para quando você faz uma bagunça sem querer”

Meio num tom irônico para a situação trágica que Wanda causou, muito condizente dessa ideia de “disfarçar” já que a realidade dela foi feita para esconder a vida trágica e angustiante que ela viveu, como se o pano fosse a realidade feita para secar o sangue da vida de Wanda.

Chegando aos momentos finais do episódio, onde Wanda e Visão são colocados numa discussão, pois Visão está mais consciente da mentira que é essa vida familiar, ele acaba confrontando com ela, mesmo que Wanda tente a todo custo pôr um fim.

Visão não se conforma de não se lembrar nada do que houve de sua vida anterior a esta que vivem em WestView, numa atitude mais agressiva e confusa, diferente do passivo e lógico de antes de sua morte. Ele até consegue retirar informações vindo da Wanda: ela revela que não depende apenas dela para fazer tudo isso funcionar, talvez ela deixe entender que há algo mais ajudando, mas quem? Agnes? Ralph? Mephisto?  Outro ponto que o Visão conseguiu reparar que não há crianças nessa cidade a não ser seus filhos, o que de fato é estranho, considerando que esta cidade foi sequestrada por Wanda, deveria haver crianças nessa realidade, para onde elas foram?

O episódio então se encerra com uma aparição chocante de ninguém menos do que o Pietro/Mercúrio, irmão de Wanda, que estava morto, mas com um estranho e curioso detalhe, ele não está sendo interpretado pelo ator que fez o personagem em Era de Ultron, Aaron Johnson, e sim por Evan Peters, que interpretou o herói numa outra franquia da Marvel, os X-Mens da antiga Fox. Curiosa a introdução desse herói numa franquia diferente, é possível a entrada do multiverso no MCU, mas pode ser cedo para averiguar essa informação.

O que é  mais possível de ser na trama da série é esse novo ator que está “interpretando” o irmão na realidade de Wanda, possa ser alguma manifestação do Mephisto nessa realidade, como se fosse algo para atenuar a crise entre o casal de heróis e, principalmente a Wanda, pois deixa entendido no episódio que isto não é resultado dela, visto na sua reação de estar mais confusa do que emocionada de ver seu irmão, levantando a chance de ser alguma coisa a mais, mas o que é?

E assim acaba o episódio...

E assim chegamos a mais um final de episódio e já coletamos algumas informações:

1. Wanda está mais psicótica e obsessiva com a realidade, mas há um sentimento dúbio de amor e ternura pelo o que ela tem lá dentro.

2. Visão está mais próximo da verdade e de confrontar a Wanda em algum momento.

3. o Diretor Heyward está disposto a atacar Wanda para encerrar a realidade.

4. Wanda roubou o corpo do Visão nas instalações da S.W.O.R.D.

5. Monica Rambeau está emitindo alguma radiação, mesmo que pequena.

6. Billy e Tommy não param de crescer.

7. Agnes está sempre ajudando a Wanda, e parece estar ganhando mais confiança dela.

8. Pietro, interpretado por outra pessoa, está na realidade de Wanda.

E com isso deixando mais algumas perguntas:

1. Por que Pietro está interpretado por outra pessoa?

2. Qual será a próxima investida para a S.W.O.R.D. adentrar na realidade de Wanda?

3. Qual é de fato o papel da Agnes nessa realidade? E de seu marido Ralph?

4. Onde estão as crianças nessa realidade?

5. O que Visão fará para descobrir a verdade?

Sendo assim nós encerramos esse especial dessa semana. Fiquem de olho, pois daremos prosseguimento até o final da série e para descobrir mais segredos de WandaVision!

WandaVision é uma série original da Marvel Studios e é exclusiva do streaming Disney+.

O que achou de nossa análise? Quais são as suas teorias? O que você acha que vai acontecer?

Escreva um comentário! Siga-nos em nossas redes sociais! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário