Crítica: Remoinho (2020, de Tiago A. Neves)


Já adianto que, o curta-metragem Remoinho, dificilmente agradará a todos, o filme abre mão de coisas como uma narrativa mais coesa, para apostar em um verdadeiro show de imagens, levando a palavra do "audiovisual" ao pé da letra. Remoinho foi originalmente exibido no Festival de Cinema de Gramado 2020 e faz parte da nossa cobertura do evento, confira no site a crítica completa de outros filmes que apreciamos por lá!

A protagonista é Maria, uma mulher já adulta retornando para casa da mãe, por incrível que pareça, a história pode ser resumida só nisso, o curta traz sim alguns outros subtextos, podemos falar sobre maternidade, os sentimentos dessa mulher, solidão, autoconhecimento ou, redescobrimento, viagem interna sobre si mesmo, enfim, o remoinho do título pode se referir a todas essas coisas e mais ainda. Podemos perceber, até pela comparação com outros filmes presentes em Gramado desse ano, a força de protagonistas femininas para contar histórias desse tipo, mas para o diretor, Tiago A. Neves, basta pincelar esses temas na obra, ele não tem interesse nenhum em focar em algum deles, Tiago parece querer propor algo abstrato e minimalista, nisso, eu acho que ele acertou sim.

É intrigante assistir Remoinho, o curta apresenta uma mística que vai desde as ações de Maria no papel, até a linda atuação de Cely Farias em tela, o fato dela não falar nada a obra inteira, passando pelo lindo take do balé no quarto, à cena da rocha e dos "alienígenas", à todo o trabalho de som do filme, é tudo bem construído, redondinho, por mais que para muitos serão só imagens vazias, e com razão, confesso aqui que essa é uma avaliação mais pessoal minha, por gostar desse tipo de proposta. Não de modo prepotente, Remoinho, é arte melancólica e instigante. 



Título Original: Remoinho

Direção: Tiago A. Neves

Duração: 12 minutos e 37 segundos

Elenco: Cely Farias, Zezita Matos, Joh Albuquerque e Icaro Farias

Sinopse: Após um longo período de afastamento, Maria retorna à casa de sua mãe. Ela está decidida sair do remoinho que a fez voltar.

Queremos ouvir de você... comenta ai nos comentários a sua experiência com curtas-metragens seja como público, crítica ou realizador! Se tiver link melhor ainda, deixa aí para conhecermos seu trabalho!!



Nenhum comentário:

Postar um comentário