Crítica: Porque você não chora? (2020, de Cibele Amaral)

 

O longa brasileiro Porque você não chora?, que abriu o Festival de Cinema de Gramado 2020 é um toque sensível sobre depressão e suicídio, a união do tema com o sincero olhar da diretora, Cibele Amaral, e seu elenco de peso, formam um casamento perfeito, apresentando um filme interessantíssimo.

A história é sobre Jéssica, uma estudante e estagiária de psicologia que começa a atender como paciente, Bárbara, uma mulher com claros problemas mentais. Sem entrar no campo dos spoilers, os papéis se invertem na trama que, não foca só na psique de uma das duas, mas as mescla, trabalhando quase como se fossem o extremo de uma só pessoa, aliás, ambas não representariam a mesma persona? Há uma dualidade muito forte entre as duas, que vai crescendo e se misturando ao decorrer da trama. O tema é forte e a mensagem necessária, seria muito fácil perder a mão aqui, coisa que o filme não faz, talvez esse seja seu maior mérito, trazer toda a complexidade do tema, o trabalhando de maneira real, mas sem deixar que caia no apelativo ou imoral. É uma obra acolhedora e, certamente pessoas que possuem ou, já passaram por quadros depressivos ou ainda, que já pensaram em suicídio, vão se sentir representadas nas figuras de Jéssica e Bárbara.


É muito presente em Porque você não chora?, o debate sobre como vamos nos perdendo aos poucos, e novamente é interessante que o filme use de situações de contraponto para trazer a discussão à tona, ele estabelece todo um clima de romance para pautar a relação das duas e aqui o olhar feminino da diretora brilha, trazendo ainda mais complexidade para as personagens. Destaca-se também as atuações de Carolina Monte Rosa e Bárbara Paz, que tratam de maneira perfeita o hibridismo de Jéssica e Bárbara, representando muito bem momentos em que nem elas percebem mais quem são e como lidar com suas vidas.

Embarcando em suas mentes, a fotografia também faz um excelente trabalho, nós temos ótimos planos que não precisam de nenhuma fala para mostrar a solidão, a constante tristeza e quaisquer outros problemas que elas vivenciem. A cenografia e a própria iluminação, quando se permitem serem mais lúdicas, também vão fundo nelas, com abuso de neon ou o "mar" dentro de um quarto, talvez uma metáfora ao turbilhão de emoções aos quais elas estão expostas.
 
Porque você não chora?, faz o que se propõe desde o início, se mantendo leve e empático ao abordar problemas psicológicos, mas sem perder sua potência, graças à boa visão de Cibele Amaral, bem como o trabalho de suas atrizes.


  
Título Original: Porque você não chora?

Direção: Cibele Amaral

Duração: 1 hora e 38 minutos

Elenco: Carolina Monte Rosa, Bárbara Paz, Cristiana Oliveira, Elisa Lucinda, Maria Paula, Priscila Camargo, Rodrigo Brassoloto, Erik Doria, Valentina Cysne e Luciana Martuchelli 

Sinopse: Forte e feminino, "Porque você não chora?" aborda o delicado tema do suicídio. Jéssica é muito fechada, Bárbara é uma bomba relógio. As duas se encontram quando, no estágio da faculdade de psicologia, Jéssica atende Bárbara. A convivência leva Jéssica a questionar sua vida vazia e sem significado.

Gostou do longa brasileiro escolhido para abrir o Festival? Nos diga mais nos comentários!!


Nenhum comentário:

Postar um comentário