Perfil Bergman: Parte IV


A carreira de Ingmar Bergman é pontuada pela participação recorrente de diversos atores e atrizes. Entre relações complicadas e amigáveis, envolvimentos românticos e desafetos, eles criam sua própria história fora das telas com o diretor. Na parte final do especial Perfil Bergman, iremos apresentar algumas indicações finais da obra de Bergman dentro do contexto da colaboração dele com esses artistas. 
Caso ainda não tenha lido as partes anteriores do especial, não deixe de conferir os links: Parte I, Parte II e Parte III.

Max von Sydow em A Hora do Lobo (1968)


Em A Hora do Lobo, Max von Sydow interpreta Johan, um artista atormentado por visões perturbadoras e memórias falsas. Com o passar do tempo, ele e sua esposa Alma (Liv Ullmann) começam a suspeitar que os acontecimentos estranhos são fruto de um culto que habita a ilha onde eles moram. Sem escapatória, Johan e Alma são forçados a encarar o horror que os espera.

A recomendação mais clássica a ser feita aqui seria O Sétimo Selo (1957), mas A Hora do Lobo oferece a Max von Sydow um espectro de emoções muito mais amplo. Como Johan, ele equilibra muito bem as diversas nuances de seu personagem, às vezes assustado por sua vida e pela segurança de sua esposa, às vezes confuso pelos eventos cada vez mais sinistros ao seu redor e, finalmente, incapaz de resistir ao chamado da influência exercida sobre ele pelo grupo sinistro que o persegue. 

Bibi Andersson e Erland Josephson em
 A Paixão de Anna (1968)


Bibi Andersson e Erland Josephson são personagens secundários em A Paixão de Anna, mas isso não diminui o impacto de suas performances. A Paixão de Anna tem sua história centrada na relação entre quatro pessoas. De um lado, temos o casal Eva (Bibi Andersson) e Elis (Erland Josephson), e do outro Anna (Liv Ullmann), amiga do casal, e finalmente Andreas (Max von Sydow), um homem solitário que se envolve romanticamente com Eva e então com Anna. Bergman constrói o filme ao redor da forma como esses personagens tentam, sem sucesso, buscar alternativas às vidas insatisfatórias que levam.


A relação entre Eva e Elis é marcada por uma indiferença trágica que ambos tentam compensar de uma forma ou outra. Eva se envolve com Andreas e Elis dedica seu tempo a fotografia, categorizando seus trabalhos de acordo com o elemento que falta em seu casamento: emoção. Bibi Andersson e Erland Josephson representam muito bem a situação emocional complexa pela qual seus personagens passam, pontuando através de suas atuações tanto um senso forte de apatia quanto a imensa solidão que surge como consequência disso. 

Gunnar Björnstrand em Luz de Inverno (1963)


Como pode um pastor aconselhar um fiel que, temendo a ameaça da bomba atômica, deixa de acreditar na salvação religiosa? E como lidar com seu próprio egoísmo, seu próprio instinto de abandono e indiferença? São essas algumas das questões que Bergman coloca em Luz de Inverno. Gunnar Björnstrand interpreta Tomas, um pastor de hábitos rígidos e uma grande devoção religiosa que se vê atormentado por dúvidas e sentimentos com os quais não consegue lidar, especialmente em relação aos fiéis de sua paróquia e a uma relação amorosa antiga. 

Entre a rigidez impassível de Tomas e as questões existenciais que o afetam, Björnstrand cria o retrato de um homem preso em um espaço que lhe exige muito e oferece aos seus anseios apenas o silêncio. Apesar de gravações tumultuosas e de uma relação com Bergman mais complicada ainda, o ator representa em Luz de Inverno um dos conflitos seminais da obra de Bergman com uma destreza imensa, alternando entre estados e emoções com grande naturalidade. Luz de Inverno é, também, uma obra bastante interessante de pensar em relação a forma com o próprio Bergman descreve sua infância, já que a figura do pastor severo e ao mesmo tempo atormentado é bastante similar à imagem que o diretor descreve de seu pai.

Harriet Andersson e Ingrid Thulin em 
Gritos e Sussurros (1972)


Gritos e Sussurros é, para mim, o filme mais assustador de Ingmar Bergman, e em grande parte pela atuação de suas quatro protagonistas. A trama segue a relação entre três irmãs, Maria (Liv Ullmann), Karin (Ingrid Thulin) e Agnes (Harriet Andersson) e a empregada da imensa e solitária propriedade onde elas moram, Anna (Kari Sylwan). Enquanto Anna nutre uma relação afetuosa com Agnes, que sofre de câncer, Maria e Karin lidam tanto com a condição da irmã quanto com seus próprios anseios e perturbações.

O aspecto assustador de Gritos e Sussurros acaba sendo mais a soma de seus fatores do que um elemento específico. É um filme brutal na maneira em como as personagens estão sempre sofrendo, sempre machucando umas as outras e sempre confrontadas com a falta de sentido de suas vidas. A falta de preocupações materiais é imensamente contraposta ao fato de que elas não têm um momento sequer de felicidade naquele espaço, e ao mesmo tempo nenhuma perspectiva de saída, pois o problema que as atormenta vem, em sua essência, delas mesmas. 

As performances de Harriet Andersson e Ingrid Thulin partem de pontos diferentes, mas ambas tem como destaque a fisicalidade de sua tristeza. No caso de Andersson, isso se manifesta geralmente em função do câncer e do sofrimento físico que a condição traz para sua vida. Thulin, entretanto, cria em sua personagem uma mistura densa de crueldade e fragilidade, afastando o afeto que ela mesma não se permite receber. São performances inesquecíveis em um dos filmes mais marcantes do diretor. 


Chegamos então à conclusão do especial Perfil Bergman. Ao longo dos últimos dois meses, pudemos explorar parte da vida de Bergman e parte de sua filmografia, mas ainda existe muito a ser experienciado e descoberto para além do conteúdo deste especial. Espero que o contexto da vida de Bergman tenha contribuído para uma apreciação maior de seus filmes e gostaria de agradecer a quem acompanhou as matérias até aqui. 

Se possível, deixe um comentário falando o que achou do especial e quais diretores você gostaria de ver em um formato semelhante no futuro, pois estamos preparando mais matérias e a opinião dos leitores é muito importante. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário