Morgan Freeman é perfeito e podemos provar!


Morgan Freeman com certeza é um dos pilares da indústria cinematográfica. Seu talento é inegável e sempre que o vimos em filmes, já temos a certeza de que ele será bom. Sua primeira indicação ao Oscar veio em 1987 com o filme Armação Perigosa, e de lá para cá seu currículo só aumentou. Confira alguns filmes indicados pela nossa equipe!

Seven - Os Sete Crimes Capitais


Esse filme com certeza entra na minha lista de suspenses preferidos, ele é instigante e consegue prender nossa atenção desde o primeiro ato. No filme o detetive William Somerset (Freeman) está para se aposentar e, em seu último caso, decide auxiliar o recém transferido David Mills (Brad Pitt) em um caso de assassinato extremamente difícil, o assassino mata suas vítimas conforme os pecados capitais. Mills, que a princípio é um personagem arrogante e até antipático, se transforma durante a investigação graças a Somerset, que o faz ver coisas nesse caso que ele sozinho não seria capaz, criando assim um laço de amizade e respeito entre os dois. Com um roteiro elaborado e perspicaz, o diretor é capaz de nos fazer entrar de cabeça na história e nos frustrar e chocar com seu final.

Por esse filme, Morgan foi indicado ao Chicago Film Critics Association Award de Melhor Ator Coadjuvante e ao National Society of Film Critics Awards de Melhor Ator.



Um Sonho de Liberdade


Nem só de terror vive Stephen King. Um Sonho de Liberdade é originalmente um livro de 1994 escrito pelo autor, e como tudo que ele toca vira ouro, com o filme não foi diferente. Na história, Andrew Dufresne é condenado pela morte de sua esposa, pegando duas prisões perpétuas, mesmo sempre alegando ser inocente. Na cadeia, ele precisa se adequar à nova vida, regras e aos problemas que logo começam a surgir, como a corrupção e os maus tratos dos carcereiros. Porém, uma grande amizade começa a surgir entre ele e Red (Freeman) que já está preso a 10 anos, também cumprindo perpétua. Apesar da história simples e triste, o filme é uma obra-prima, capaz de nos emocionar e até fazer rir em alguns momentos. Apesar de saber que nem todos ali são inocentes, começamos a ver os presos como seres humanos sofrendo na mão do sistema e da organização, pois querendo ou não, vimos toda a história pelos olhos desses dois improváveis amigos.

Por esse filme ele foi indicado a vários prêmios como: Oscar de Melhor Ator; Globo de ouro de Melhor Ator - Drama; SAG Awards de Melhor Ator (Principal); Chicago Film Critics Association Award de Melhor Ator Coadjuvante e ganhou o Chlotrudis Award de Melhor Ator.



RED - Aposentados e Perigosos



Com um elenco de peso e uma história bem engraçada, R.E.D. foi uma surpresa agradável que se consolidou como um dos filmes mais divertidos de 2010. Devido ao seu sucesso comercial, era inegável que haveria uma continuação. E saiu! R.E.D. 2 - Aposentados e Ainda Mais Perigosos traz a mesma fórmula do primeiro e também diverte.



Todo Poderoso




Claro que esse filme não poderia ficar de fora, uma dupla incrível trabalhando juntos deixa esse filme engraçado na medida certa e ainda tem aquela velha lição de moral no fim. Apesar de muita gente torcer o nariz, ainda acho a ideia dele interessante; e apesar de também ter algumas piadas um tanto forçadas, temos que pensar que o personagem de Jim Carrey encarna Deus, ou seja, obviamente haveriam coisas "forçadas", mas e daí? Morgan está bem a vontade em seu papel e flui naturalmente com o personagem.



Impacto Profundo



Não vou mentir, eu simplesmente AMO esse filme! Assisto sempre que posso O filme de 1998, tem o clássico enredo de fim do mundo, em que um meteoro gigante está a caminho da Terra. Apesar dos esforços do presidente Tom Beck (Freeman), nada funciona e chega a hora de contar a verdade para a população. Nesse meio tempo, temos histórias paralelas de pessoas tentando sobreviver e arrumando suas vidas a tempo, ou seja, chegou a hora do perdão, da perseverança e da sobrevivência. Apesar de ser bem "Sessão da Tarde" e ser bem parecido com Armageddom, eu não poderia deixar esse filme de fora.



Invictus



Baseado em fatos reais, Invictus traz a história de Nelson Mandela já presidente, que tem a ideia de utilizar a Copa Mundial de Rúgbi de 1995 - que seria sediada na África do Sul - para tentar unificar seu povo. Ao perceber que a equipe principal do país era composta em sua maioria por brancos e que o povo negro do país torcia para a equipe adversária, se deu conta que esse comportamento era fruto direto do período de Apartheid, no qual o país tinha uma forte política de segregação. Com isso em mente, ele chega a conclusão de que se conseguisse fazer com que todos os sul-africanos apoiassem a equipe nacional, a mácula, a barreira existente entre as duas etnias poderia se romper.

Foi indicado ao Oscar de Melhor Ator; Globo de Ouro de Melhor Ator - Drama; SAG Awards de Melhor Ator (Principal); Washington D.C. Area Film Critics Association de Melhor Ator e foi vencedor no National Board of Review de Ator.





Gostou das indicações? 

Nenhum comentário:

Postar um comentário