Crítica: Home Before Dark - 1ª Temporada (2020, de Dana Fox e Dara Resnik)

Ali&Aqui 300k | Alice Aquino a Twitter: "Gostando muito de Home ...




Home Before Dark é uma série de drama, crime e suspense produzida pela Apple TV+ e lançada em 2020. A série gira em torno da adaptação de uma história real de 2014, em que uma menina de 13 anos, chamada Hilde Lysiak da Pensilvânia, nos Estados Unidos, inicia o jornal Orange Street News, ao ser uma jornalista investigativa, seguindo os passos do pai. 

Na trama da série, Hilde Lisko tem 9 anos, e uma mente que pode ser considerada muito evoluída e observadora para sua idade. Ela que é a protagonista da série e que nos leva por meio da trama de suspense, drama, assassinato e suicídio, em que investiga com afinco e surpreende a todos, conseguindo ao mesmo tempo ser uma das personagens mais inteligentes e ainda manter sua ingenuidade e seu espírito infantil.

Ao nos depararmos com a sinopse de uma série de suspense com uma protagonista jornalista de 9 anos, a dúvida pode surgir em muitas mentes em referência à qualidade da trama e roteiro, mas esta é sanada logo nos primeiros episódios.

A trama é complexa, rica e bem desenvolvida, com um roteiro que permeia características importantes de todos os personagens e nos leva a acompanhar e conhecer o desenvolvimento de cada um deles, de forma que cada coadjuvante tem sua importância na história. Desta forma, é a clara trama de suspense em que sempre se deve pensar que a pessoa que menos suspeitamos, pode esconder muita coisa.

O foco principal de toda a narrativa, sem dúvidas é a família Lisko, que traz para as telas atores como a pequena Brooklynn Prince, que interpreta Hilde e que rouba toda a cena da trama, ela cativa ao público e é impressionante ver ela cativando junto de nós a todos os personagens com quem ela se encontra em sua jornada e altera completamente a vida destes. Para uma garotinha de 9 anos, Hilde é mais do que especial e Brooklynn realiza seu trabalho como atriz de forma fascinante e convincente ao dar vida e personalidade para a protagonista, foi uma escolha certeira para Home Before Dark.

Brooklynn Prince já participou de filmes como Uma Aventura Lego 2, Os Orfãos e Projeto Flórida, este último para o qual ela foi indicada a 2 prêmios de Melhor Atriz em 2017.

Murder Mystery “Home Before Dark” is Based on a Real Life Story ...

Por trás de toda esta personalidade de Hilde, claro que há uma família muito complexa e que dividem o tempo de tela com a protagonista, gerando conflitos em meio a trama de suspense, como sua responsabilidade para com uma garotinha de 9 anos e dando muita motivação e personalidade a Hilde, afinal... ela não é quem é e faz o que faz sem os devidos motivos.

As personalidades mais marcantes da família Lisko com certeza são seu pai, Mat interpretado por Jim Sturgess, o jornalista que é a maior inspiração de Hilde e com mais conflitos internos de toda a trama e sua mãe Bridget interpretada por Abby Miller. Se no início você pode achar ela apenas mais uma coadjuvante, tenha calma, pois essa mulher ainda pode te surpreender.

Infelizmente, como toda série e filme, também temos as tramas paralelas e os personagens que apesar de às vezes terem sua participação, na maioria apenas tampam buracos, um bom exemplo disso são as irmãs de Hilde, a mais nova que realmente não teve grande participação e que muitos ao acabar a temporada podem nem lembrar seu nome.

Apple confirma renovação de Home Before Dark para a 2ª temporada

Home Before Dark nos prende à trama desde seu primeiro episódio, trazendo temas complexos com uma protagonista extremamente jovem, com uma missão pra lá de complexa para alguém de sua idade.


Para os amantes de filmes de crimes, serial killers, mistério e uma boa dose de suspense, vão amar Home Before Dark. O roteiro nos mostra coisas ora na perspectiva dos pais de Hilde, hora na visão da jornalista, de forma que a cada nova cena e a cada novo episódio algo nos é revelado, aumentando ainda mais a ansiedade, a expectativa para descobrir a verdade, ao mesmo tempo que nos leva a ter uma mistura de emoções e sentimentos sobre o que achamos dos personagens de acordo com a perspectiva destes, afinal... no início a história é narrada por Hilde.

A série de um modo geral nos faz querer relembrar os tempos de infância e nos surpreende a todo momento com o amor e a fascinação de uma jovem criança por sua família e sua vocação, esta que nos é mostrada e sua inteligencia ao longo da série a partir de efeitos gráficos que combinam com a trama e que dão quase um super-poder a Hilde e um dinamismo aos episódios.

Home Before Dark ainda traz questões importantes da atualidade permeadas em sua trama, mesmo que de forma indireta, deixando o tema leve e no subconsciente do espectador, o que agrada, pois filmes com uma temática apenas de crítica estão na moda, e Home Before Dark mostra que a crítica pode ser feita, sem levar o público ao radicalismo. 

Home Before Dark (2020-)

Na série essas críticas vem espalhadas ao longo dos 8 episódios, tratando de temas como o racismo, o xenofobismo, o feminismo, a família, política, bullying e amor, e sim... tudo isso com uma protagonista criança que compreende tudo isso e se vê em meio a este mundo adulto complexo e luta por justiça e pela verdade mais do que todos os outros.

Se passando em uma cidade pequena do interior dos Estados Unidos, a direção de arte e ambientação das cenas, podem não surpreender aos olhos tão acostumados a histórias de suspense com essa premissa, mas a riqueza de detalhes convence, com pequenos objetos, pequenos detalhes em uma roupa ou em um cenário construído que podem mudar tudo. É um trabalho de produção extremante complexo e rico em detalhes, pois a história tem uma paleta de cores ora mais cinzenta devido a todo o crime que a permeia, em contraste com a ingenuidade e infantilidade colorida das crianças ao seu redor.

A direção de fotografia e montagem vão pelo mesmo estilo, com detalhes que podem passar despercebidos a olhos pouco acostumados a analisar pequenos detalhes, mas construindo planos e transições que fazem toda a diferença, que nos transportam para a trama em meio a suas transições de cenas e seus flashbacks de forma tão natural que mal percebemos, apenas estamos junto de Hilde e compreendendo mesmo que sem notar todos os pequenos detalhes que a equipe da série buscava nos passar.

A série, que teve todos seus episódios lançados juntos teve sua primeira temporada concluída em Abril de 2020, e tendo deixado algumas pontas soltas em sua trama, algumas mais óbvias do que outras, já tem sua segunda temporada confirmada.

A primeira temporada de Home Before Dark está disponível em sua integra da Apple TV+, confira! E aguardamos ansiosos pela sua continuação, até o momento sem data de estreia.

Home Before Dark | Conheça a historia real, por trás da série da ...

Título Original: Home Before Dark

Direção: Dana Fox e Dara Resnik

Episódios: 8

Duração: 45 minutos.

Elenco:  Dana Fox, Dara Resnik Creasey

Sinopse: Hilde Lysiak (Brooklynn Prince) é uma menina de nove anos que se muda do Brooklyn para a cidade natal de seu pai. Lá, ela passa a investigar um crime arquivado que todos os moradores do lugar tentaram encobertar.


Trailer:

E você, já assistiu a primeira temporada? Conte pra gente o que achou nos comentários e não esqueça do seu like na crítica :)

Caroline Oliveira

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário