Séries na Amazon Prime Video para quem cansou da Netflix!



Quem diria que seria tão difícil escolher boas séries e filmes para assistir mesmo com esse tempo livre. Para você que não aguenta mais ficar procurando, pegamos algumas indicações de séries entre os nossos colaboradores, que você encontra na Amazon Prime Video



Modern Love




Em 2004 o New York Times, um dos jornais mais famosos do mundo, apresentou ao seu público uma nova coluna chamada Modern Love (Amor Moderno), em que pretendia contar histórias reais sobre relacionamento, sentimentos, conflitos e revelações. A primeira temporada da série tem 8 episódios e em cada um deles nós conhecemos uma história diferente inspirada na coluna. Vale a pena assistir, caso queira ler, nossa crítica está disponível.




Homecoming


Homecoming é uma série original da Prime Video, adaptada de um podcast fictício de mesmo nome da Gimlet Media. Dirigida por Sam Esmail, conhecido por curtir teorias da conspiração, questões psicológicas, análises do tempo e espaço, etc. Heidi Bergman (Julia Roberts) é assistente social do Homecoming, uma instalação do Geist Group que ajuda soldados na transição para a vida civil. Anos depois de ter começado uma nova vida, um auditor do Departamento de Defesa (Shea Whigham) a questiona sobre o motivo dela ter deixado o Homecoming. Heidi logo percebe que há toda uma outra história por trás da que ela conta a si mesma.



Maravilhosa Sra. Maisel



Atrevo-me a dizer que essa série é a melhor parceria que a Amazon Prime Video poderia ter feito com Amy Sherman-Palladino. Assim como em Gilmore Girls, Amy também fez um excelente trabalho em Maravilhosa Sra. Maisel. Como de praxe, temos personagens femininas fortes, que não precisam de homens para viver e nem daquela construção de família imposta e impregnada pela sociedade, seja de qual década estivermos nos referindo.


Fleabag


Fleabag (Phoebe Waller-Bridge) é uma jovem adulta lidando com problemas quase universais sob o ponto de vista feminino: problemas de relacionamento, frustração sexual e profissional, conflitos familiares. Uma mulher moderna vivendo em Londres, ela está tentando curar uma ferida enquanto recusa ajuda daqueles à sua volta, mantendo seu perfil intimidante o mais intacto possível. A série já conta com a segunda temporada, leia nossa crítica!



The Office


Nesta irreverente adaptação da famosa série britânica, Steve Carell é Michael Scott, o egocêntrico, insensível e incompetente gerente regional de uma subsidiária da Dunder Mifflin Paper Company. Michael acredita ser o cara mais engraçado do escritório, uma fonte de sabedoria para negócios e o melhor amigo de seus funcionários. Ele nem desconfia que a sua equipe, incluindo a doce recepcionista Pam (Jenna Fischer), o bajulador representante de vendas Jim (John Krasinski), o insuportável assistente Dwight (Rainn Wilson) e o jovem e inteligente estagiário Ryan (B.J. Novak) - o toleram apenas pelo fato dele assinar o contracheque deles. Sem saber o que os seus funcionários pensam a seu respeito, Michael acaba alternando suas decisões entre o absurdo e o patético, mas sempre hilárias.



American Gods


Shadow Moon é um ex-vigarista que serve como segurança e companheiro de viagem para o Sr. Wednesday, um homem fraudulento que é, na verdade, um dos velhos deuses, e está na Terra em uma missão: reunir forças para lutar contra as novas entidades. Leia nossa crítica completa aqui!



The Boys

Baseada numa série em quadrinhos que chegou a ser considerada polêmica por conta da violência e conteúdo grotesco gratuito de autoria de Garth Ennis e Darick Robertson, a série chega a ser uma interessante mescla de comédia satírica com um exercício de suposição sobre como seria a nossa sociedade numa realidade como a da série, onde os super-heróis, que aqui são chamados de Supers, existem e convivem entre nós, tido como celebridades, que ao mesmo tempo salvam o mundo de grandes ameaças, ainda estrelam filmes campeões de bilheterias e participam de comercias e Reality Shows. Mas que mesmo dotados de poderes ilimitados, são pessoas arrogantes e até mesmo corruptas. Confira nossa crítica!


Espero ter ajudado!


Se tiver alguma indicação para gente, não esqueça de comentar!

Natália

Nada do que eu disser será verdade

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário