Em Defesa da Cinemateca Capitólio!





A prefeitura de Porto Alegre anunciou que irá terceirizar a gestão da Cinemateca Capitólio  um centro cultural dedicado à memória, preservação e apreciação do audiovisual. Em uma carta aberta, a Associação Brasileira de Preservação Audiovisual (ABPA) sintetizou o risco que essa medida pode trazer para a Cinemateca:
“Apesar de ser um projeto propagado como uma forma de dar mais autonomia e agilidade administrativa, as turbulências políticas e a clara opção desse atual governo em sufocar todo e qualquer órgão vinculado à cultura deixa claro como tais contratos são instáveis e possuem clara intervenção nas diretrizes educativas e culturais de suas atividades. Tal forma não confere autonomia, mas dependência de contratos de fácil rompimento, além de ignorar os profissionais da área e um debate mais amplo com a comunidade cinematográfica.”

Além de sessões de cinema, a Cinemateca Capitólio é também um espaço de pesquisa e exposições. Projetos como a Sessão Vagalume, focado em sessões gratuitas para escolas, ou a parceria com o Cine Clube Academia das Musas, que exibe e discute filmes dirigidos por mulheres, são apenas alguns exemplos do trabalho excelente realizado na Cinemateca pela gestão atual. 

No dia 08 de fevereiro, uma manifestação contra o projeto de terceirização foi realizada em frente ao prédio da Cinemateca. 


É importantíssimo reforçar a resistência contra projetos que buscam precarizar ou até desmontar completamente espaços que promovem o pensamento crítico em relação à arte. Nesse sentido, cabe analisar a fala de um dos envolvidos no projeto de terceirização, em entrevista ao site G1:
"A Cinemateca também continuará com o caráter mais cult, com filmes que são fora dos blockbusters."
A Cinemateca Capitólio realiza um trabalho muito maior do que a exibição de “filmes cult”  a curadoria busca especificamente obras de diversos gêneros e que oferecem perspectivas diversas sobre o cinema. Reduzir o significado de um espaço construído por profissionais dedicados a uma dualidade rasa entre o cinema cult mainstream e blockbusters é uma simplificação que torna clara a falta de consideração com o trabalho já realizado na Cinemateca Capitólio


Como ajudar? 

Os moradores de Porto Alegre e frequentadores da Cinemateca podem enviar depoimentos à administração pública da Cinemateca Capitólio, no e-mail aamica.capitolio@gmail.com. A página do grupo Amigos da Cinemateca Capitólio é atualizada frequentemente com novos eventos e ações. 

Moradores de outras cidades podem compartilhar os posts sobre os projetos e atividades que a Cinemateca Capitólio oferece. O material é produzido pela própria Cinemateca e será compartilhado na nossa página do Facebook ao longo dos próximos dias. 

Você também pode curtir a página da Cinemateca Capitólio no Facebook e seguir seu perfil no Twitter e Instagram. No mês de março, a Cinemateca exibe uma mostra especial dedicada aos anos 80, contando com obras como Star Wars - O Império Contra-Ataca, Touro Indomável e O Iluminado.

Compartilhe os posts e ajude a defender a Cinemateca Capitólio!

Guilherme Amado

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário