Crítica: Isi & Ossi (2020, de Oliver Kienle)



A comédia romântica Isi & Ossi é o primeiro filme original da Netflix gravado na Alemanha e é estrelado por Lisa Vicari, da ótima série Dark, também uma produção alemã disponível na plataforma. Apesar de despertar o interesse por ser um longa europeu, o filme usa os mesmo clichês americanos de opostos se atraem e o amor impossível entre menina rica e menino pobre e vice-versa.

Mas, se você gosta de curtir aquela romcom cheia de clichês, o longa é uma ótima opção e é melhor que muitos filmes do gênero feito pela Netflix, como A Barraca do Beijo ou Crush à Altura, que são um verdadeiro desserviço. Ao contrario destes, Isi & Ossi, mesmo afogado em alguns clichês, consegue mostrar originalidade em certos aspectos e a conexão do casal principal é ótima.

Lisa Vicari e Dennis Mojen em cena
O enredo apresenta Isi (Lisa Vicari), filha de bilionários que está terminando o ensino médio e não pretende cursar faculdade, o que irrita seus pais mandões. Seu sonho é se tornar uma grande chef de cozinha, para isso ela precisa cursar numa escola de culinária em Nova York. Já Ossi (Dennis Mojen) é um aspirante a lutador de boxe, mas tem uma família problemática e com pouco dinheiro. Os dois se encontram por acaso e fazem um acordo que favorecerá ambos.

Dirigido e escrito por Oliver Kienle, o filme é claramente inspirado em comédias românticas americanas clássicas como Uma Linda Mulher, Titanic e Diário de Uma Paixão, mas com um toque de Oliver ao mostrar uma Alemanha diferente, um pouco menos fria, com discussão sobre imigrantes e intolerância, pessoas apaixonadas e uma mocinha que tem seus momentos de independência.

Cena de Isi & Ossi
Como dito anteriormente, a química do casal principal é muito boa, muito por conta da boa atuação de Lisa e Dennis. Porém, percebe-se ao longo do filme que a maior parte do elenco entrega atuações exageradas e, as vezes, até caricatas, mas não é algo que incomoda sempre. Afinal, a história é bem centrada no casal.

A trilha sonora também é algo surpreendente no filme e foge um pouco do estilo que o gênero geralmente apresenta. Já o roteiro deixa a desejar em algumas partes que fazem a história acelerar sem motivo algum e deixa o espectador com aquela sensação de que está faltando algo ali.

Apesar de não ser totalmente original ou surpreendente, o longa se destaca no meio de tantas produções totalmente banais que, às vezes, ganham mais notoriedade que esta. Por isso, se você gosta de filmes contemporâneos desse gênero, com uma pitada de algo diferente, Isi & Ossi é a minha indicação.




Título Original:  Isi & Ossi

Direção: Oliver Kienle

Duração: 113 minutos

Elenco: Lisa Vicari, Dennis Mojen, Lisa Hagmeister, Pegah Ferydoni e outros.

Sinopse: Para convencer os pais a deixá-la realizar seu sonho de estudar culinária em Nova York, a filha de um bilionário finge estar namorando um boxeador pobre.
                                 
                                Trailer:


Você também curtiu o filme? Ou achou meio bleh? Conta aí pra gente o que você achou e não deixe de acompanhar o MVDC :)

Larissa Lago

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário