10 vezes, desde 2010, que o Oscar quebrou os padrões!



A entrega dos prêmios da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas aconteceu no último dia 09.02.2020, e talvez, este dia seja lembrado para todo o sempre por todos os amantes de cinema.

Mas será que, isolando a premiação desde 2010, esta foi a primeira vez que a premiação nos surpreendeu, quebrou algum paradigma ou recorde?

Confere aqui a lista em ordem cronológica que preparamos:

10. Kathryn Bigelow (e Guerra ao Terror) - 2010


Esta foi uma noite histórica. Kathryn Bigelow concorria contra seu então ex-marido, James Cameron, responsável por Avatar, nas categorias de Direção e Melhor Filme. James Cameron era favorito em ambas, e foi assim, em ambas, que perdeu para Kathryn, sendo então que ela se tornou a primeira mulher na história a vencer um Óscar de Direção e de quebra Guerra ao Terror o primeiro filme dirigido por uma mulher a vencer a premiação.

9. Christopher Plummer - 2012


O veteraníssimo ator Christopher Plummer passa a ser o ator mais velho a receber um Óscar. O ator foi premiado pela sua performance coadjuvante no longa Toda Forma de Amor aos 82 anos. Foi o primeiro - e ainda único - prêmio deste excelente ator.

8. Jennifer Lawrence - 2014


No auge de seus 23 anos, Jennifer Lawrence é a atriz mais jovem a receber três indicações ao prêmio máximo do cinema. A atriz foi nomeada por Inverno da Alma, O Lado bom da Vida (ao qual ganhou seu primeiro Óscar) e Trapaça.

7. Emmanuel Lubezki - 2016


Emmanuel Lubezki se torna o primeiro profissional a receber três Oscares seguidos pelas suas belíssimas fotografias (Gravidade, Birdman e O Regresso).

6. Mahershala Ali - 2017


O ator Mahershala Ali, coadjuvante por Moonlight, ganha o primeiro prêmio recebido por um muçulmano. Mais tarde viria a vencer o segundo prêmio na mesma categoria por Green Book.

5. Moonlight - 2017


Foi somente em 2017 que o Óscar foi dado a um filme com elenco composto por negros. Moonlight, dirigido por Barry Jenkins foi o responsável por quebrar este paradigma.

4. Moonlight - 2017


Não, não se trata de um erro. É que Moonlight além de ter sido o primeiro filme com elenco composto por negros a vencer o Oscar de Melhor Filme, foi também o primeiro com temática LGBTQ+ a vencer na categoria (por que choras Ang Lee?).

3. Damien Chazelle - 2017


2017 foi mesmo um ano pra lá de quebrador de paradigmas hein? La La Land garantiu ao promissor Damien Chazelle seu primeiro Oscar de Direção, recebido aos 32 anos. Além disso ele fez seu longa se igualar a Titanic com nada menos que 14 indicações.

2. Jordan Peele - 2018


Corra! se tornou fenômeno de público e crítica. Tendo seu lançamento no início do ano, o filme teve fôlego para atravessar todo o ano - e premiações - e ainda emplacar no Oscar as indicações de Filme, Direção, Ator e Roteiro Original, sendo vencedor nesta ultima categoria e tornando, portanto, Jordan Peele o primeiro negro a vencer na categoria de Roteiro Original.

1. Parasita - 2020


E para fechar essa lista, mencionamos a recente glória de Bong Joon Ho. Além de conseguir o feito de ser o realizador do primeiro filme falado em língua não inglesa vencedor na categoria de filme principal na história da premiação, o sul-coreano Parasita venceu ainda por Roteiro, Direção e Filme Internacional. 

O recorde de prêmios vencidos numa única noite para a mesma pessoa é de Walt Disney, ao ter vencido em 1954 em Melhor Documentário, Documentário Curta-Metragem, Animação em Curta-Metragem e Curta-Metragem. Bong Joon Ho só não se igualou a este feito porque o Oscar de Filme Internacional é dado ao País do realizador e não aos seus realizadores de fato.

E aí? Gostaram da lista? Lembram de mais alguma curiosidade destes últimos anos do premio máximo do cinema? Compartilha com a gente ;)

João França

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário