Crítica: Locke & Key - 1° Temporada (2020, de Merdith Averill, Aron Eli Coleite e Carlton Cuse)

Resultado de imagem para locke & key

Pode-se notar, nessa corrente da eventual guerra de serviços de streamings, que todos eles estão adquirindo as suas próprias franquias,  baseando-se no que faz sucesso entre o público. Até então a dona desse mercado, a Netflix, já obtém as suas próprias franquias, como Stranger Things, o recente sucesso no final de ano The Witcher e agora está em busca de novas produções, e uma das mais notórias são as produções baseadas em quadrinhos de pouco conhecimento do público geral, ou em outras palavras, fora do núcleo Marvel e DC, já que a parceira com a primeira editora não terminou da melhor forma.

Entre as recentes produções nesse quesito, recebemos a grata surpresa do ano passado que foi The Umbruella Academy, e agora aposta numa produção que gerava certas expectativas em torno, pois o material de origem era muito querido e possuía uma base de fãs muito fiéis do gênero de terror e mistério.

Resultado de imagem para locke & key series

A obra em questão é a série em quadrinhos da IDW Publishing Locke & Key, escrita por Joe Hill e ilustrada por Gabriel Rodriguez, obra muita elogiada por público e crítica, que aliás estava sendo planejada uma adaptação a mais de uma década, tendo várias propostas para virar filmes ou séries, tendo até um piloto lançado na San Diego Comic Con em 2011 e que não foi continuada até então e que agora ganha vida na mãos da gigante do streaming contendo a produção de Carlton Cuse, responsável por séries de sucesso como Lost, Bates Motel e até a mais recente Jack Ryan.

Resultado de imagem para locke & key series

A trama gira em torno da família Locke, composta pela mãe Nina (Darby Stanchfield) e os filhos adolescentes Tyler (Connor Jessup), Kansey (Emilia Jones) e  o filho mais novo Bode, interpretado pelo relativamente mais conhecido pelas parte 1 e 2 de IT- A coisa, Jackson Robert Scott, que acaba de sofrer a perda traumática do patriarca Rendall (Bill Heck). Então se mudam para uma nova cidade para recomeçar, vivendo numa antiga propriedade misteriosa da família conhecida pelos habitantes locais como Key House. Enquanto tentam se habituar no novo lar, Bode descobre que a nova casa está lotada de chaves mágicas que podem realizar feitos grandiosos e perigosos, despertando uma figura sobrenatural que deseja possuir todas as chaves.

É notável que a série possui o suficiente para angariar um público que busca entretenimento nesses gêneros, pois os mistérios incluídos na trama é bem instigante e até muito atrativo, pois o  universo narrativo é visto como original, muito bem representado pelas chaves mágicas na série, que tem um  quê a mais fazendo o espectador ter a noção divertida do que aconteceria se as possuísse.

Já foi dito que ela é pensada para o público que tem a intenção de maratonar a série, pois o ritmo da série é agradável, inclusive nos episódios em si cuja  duração é direta e simples. Principalmente o roteiro se preocupa em desenvolver os conceitos da mitologia das chaves e até desenvolver o mistério na temporada, tudo com começo, meio e fim.

Resultado de imagem para locke & key series

Seus personagens conseguem carregar um certo carisma, especialmente o Bode, cuja a dinâmica lembra um pouco a espiritualidade dos protagonistas na primeira temporada de Stranger Things, em contra partida outros ainda podem dificultar a sintonia do público com a série, especialmente o Tyler e a Nina, muito não se mostra no texto em si, e sim mais na atuação dos atores, diferente da Kinsey, que pode até sofrer o mesmo problema na atuação, mas a construção de sua personagem compensa e levanta possibilidades da personagem crescer nas eventuais próximas temporadas.

Pode-se até dizer que a vilã da temporada, a misteriosa Dodge, interpretada pela atriz Laysa de Oliveira, que por mais que não ficasse claro a sua real motivação na série, o senso de perigo é passado por ela e garante boas surpresas ao final da temporada.

Resultado de imagem para locke & key series dodge

É certo dizer que o seriado se encaixa no público-padrão da Neflix, pois se comparar com o maior sucesso dela que é Stranger Things, elas possuem nível de diversão equiparado ao seu fenômeno, pode não se aproveitar do rico universo oitentista, mas sua fórmula e narrativa remete a filmes dos anos 80's de mistério sobrenatural e diversão como por exemplo O Enigma da Pirâmide.

Muito se deve ao seu respeito ao material original, que preza fidelidade aos seus momentos bons e ruins, pois em alguns momentos, o roteiro sofre de diálogos expositivos e compromete certas passagens.

Resultado de imagem para locke & key series key

Ainda que se mostre um investimento grande vindo na Netflix para se produzir, como cenografia detalhada e rica, mas o mesmo não pode ser dito em seus momentos de CGI, que muito deles não se mostram bem acabados e podem gerar estranheza por parte do público.

Ao final das contas, a primeira temporada de Locke & Key é vista como mais um entretenimento de grande investimento que pode sofrer problemas para espectadores mais exigentes, mas a sensação que é entregue ao assistir o final da temporada, é que o seriado estabeleceu bem o seu universo e personagens, prometendo grandes tramas no futuro, principalmente se levar em conta os grandes ganchos deixados no final da temporada, provando mais uma vez que a gigante do streaming é promissora em adaptar quadrinhos fora das grandes mídias da DC e Marvel.


Direção: Merdith Averill, Aron Eli Coleite e Carlton Cuse

Episódios: 10 Episódios

Duração: aprox. 50 minutos por episódio

Elenco: Darby Stanchfield, Connor Jessup, Emilia Jones, Jackson Robert Scott, Petrice Jones, Laysa de Oliveira, Kevin Alves, Thomas Mitchell Barnet, Coby Bird, Genevive Kang, Asha Bromfield, Hella Jones, Kolton Stewart

Sinopse: Uma família se muda para uma nova cidade com a intenção de se recuperar de um trauma recente, ao adentrarem na nova casa, percebem-se que a casa está lotada de chaves mágicas e forças malignas misteriosas.

Trailer:


O que achou da nossa crítica? Deu vontade de assistir? Já fez maratona?
Escreva um comentário, siga-nos na nossas rede sociais e confira mais no nosso site!!

Ettore R. Migliorança

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário