Crítica: Joias Brutas (2019, de Josh e Benny Safdie)


Uma visão do indivíduo em derrocada pelas veias frenéticas do capitalismo tardio.