Crítica: Yesterday (2019, Danny Boyle)


Usando o nome de umas das mais icônicas músicas dos Beatles, podemos ver que tanto no cartaz, quanto no trailer do filme, o tema é um só: os Beatles deixaram de existir.

Apenas Jack Malik, aqui com uma interpretação muito engraçada de Himesh Patel, se lembra das músicas. Todas as composições tornaram-se "inéditas" neste multiverso, se podemos dizer assim. Como é um artista buscando a fama, Jack toma as canções e os créditos de suas autorias para si e cria sua carreira. Com seu sucesso meteórico, ele larga sua vidinha em uma cidade não muito grande, para poder ganhar o mundo, sentindo o peso que a fama e a responsabilidade colossal trazem. Em nenhum momento ele tenta imitar a voz de algum dos componentes do grupo original, e sim canta com a sua própria voz.



Lily James (Em Ritmo de Fuga) como sempre, uma queridinha. Senti como se estivesse vendo um filme de romance dos anos 80 com a sua interpretação. Seus olhares apaixonados com relação ao personagem principal, sua indignação por não ter sido correspondida como deseja são o que há de melhor. E talvez esse ponto tenha sido um elo um pouco mais fraco do filme, pois chega se tornar cansativo, porque primeiro achamos que já são um casal, depois descobrimos que são amigos, um apaixonado pelo outro há tempos e nenhum se declara. Quando nitidamente há a revelação, é quando Jack tem que escolher ficar ou ganhar o mundo. Seria mais ou menos como John e Yoko às avessas, já que estamos falando de Beatles.


Quanto ao Ed Sheeran participar do filme, não sei. Talvez como cantor ele até tenha algo a acrescentar (me crucifiquem), mas como ator, deixou muito a desejar. Talvez a única cena engraçada dele, seja quando ele sugere trocar "Hey, Jude", por "Hey, Dude".



Quanto à seleção das músicas, é The Beatles. Imaginar que as composições interpretadas pelos Garotos de Liverpool seriam inéditas hoje em dia, é espetacular. Como mostrado no filme, se fossem lançadas hoje, teriam o mesmo sucesso que na época. O mais bacana, foi que não fizeram uma releitura das músicas e sim mantiveram o original. Help, Yesterday, All You Need is Love, dentre outras, estão muito bem interpretadas pelo personagem principal.


Danny Boyle (A Praia, 127 Horas, Quem Quer Ser Um Milionário), expressa seu realismo aumentado em algumas imagens, como por exemplo, quando Jack sai dos bastidores para uma praia lotada. Como teve que se adequar ao material de Richard Curtis (roteirista de Um Lugar Chamado Nothing Hill), Boyle não foi tão ousado. Sua direção foi um pouco mais segura na condução, talvez porque o filme seja mais como uma comédia romântica.



Pra quem é saudoso, assim como eu, vale muito a pena. Indico sem pestanejar. Não é John, Paul, Ringo e George, mas chega perto. É mais que uma homenagem à banda. Não precisa ser fã dos Beatles para gostar do filme, mas se você é um grande fã, aproveite e cante as músicas junto.




Título Original: Yesterday

Direção: Danny Boyle

Duração: 117 minutos

Elenco: Himesh Patel, Lily James, Ana de Armas, Ed Sheeran, Joel Fry, Kate McKinnon, Lamorne Morris, Robert Carlyle

Sinopse: E se você fosse a única pessoa que se lembra dos Beatles? Em “Yesterday”, o músico Jack (Himesh Patel) percebe que existe um estranhamento por partes de seus colegas de faculdade quando ele menciona nomes como Paul McCartney ou John Lennon. Além disso, uma simples procura na internet por ‘Beatles’ sem o resultado esperado também o impressiona. 

Trailer:

Comente, compartilhe e deixe seu like. ;-)

Miguel Rodrigues

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário