47º Festival de Cinema de Gramado: Filme Pacarrete é engraçado, emociona e é favorito para categorias de melhor filme e melhor atriz

Foto: Divulgação

O 47º Festival de Cinema de Gramado está acontecendo e o Minha Visão do Cinema está fazendo a cobertura do evento, em parceria com a Agência do Rádio Mais. Estamos mostrando o evento mais de perto em nosso Instagram (@minhavisaodocinema), então não deixe de acompanhar por lá também!

Ao final da primeira cena de Pacarrete, o público vibrou e aplaudiu a beleza da atuação de Marcélia Cartaxo. O filme, que teve sua primeira exibição nesta terça-feira (20), no Festival de Cinema de Gramado, arrancou risadas da plateia, gritos de elogios e muito choro coletivo.

Pacarrete é um filme que retrata a vida de uma senhora cearense moradora do município de Russas, que realmente existiu. A figura caricata conquista o público logo de primeira. Tudo gira em torno do desejo da mulher de presentear a cidade em seu aniversário de 200 anos, com uma apresentação de ballet, mas que encontra muita dificuldade ao dialogar com a Secretaria de Cultura.

Esse é o primeiro longa-metragem do diretor Allan Deberton, que estreou o formato já dando o que falar. Isso porque a película está entre as favoritas para o prêmio de melhor filme, melhor atriz e melhor diretor. Allan, que é natural de Russas, conviveu ainda criança com a musa inspiradora da trama.

Marcélia Cartaxo ficou conhecida por sua atuação em A Hora da Estrela (1985), dando vida ao romance de Clarice Lispector, e também já contracenou com Lázaro Ramos no filme Madame Satã (2002). Dessa vez, em toda sua glória, a atriz incorpora uma cearense arretada no sotaque, com falas em francês que fazem o público se derreter. 

Em um tempo em que a questão do cortes de verbas para o audiovisual está em pauta, o filme faz uma menção sutil à censura. Quando Pacarrete, no interior do Ceará, quer presentear a cidade com seu ballet e não recebe apoio do município, isso só reforça como as preocupações da Secretaria de Cultura são outras. 

O longa tem previsão de estreia nos cinemas do Brasil para março de 2020 e já promete grande repercussão.

Pedro Blattner

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário