Crítica 2: Ted Bundy – A Irresistível Face do Mal (2019, de Joe Berlinger)



Confira nossa primeira crítica do filme aqui!

Zac Efron e Lily Collins são figuras carimbadas em filmes voltados aos jovens e comédias românticas, mas agora eles deixaram esses personagens mais bobinhos um pouco de lado para darem vida à personagens reais, intensos e dramáticos no longa-metragem Ted Bundy - A Irresistível Face do Mal . Zac encarna incrivelmente o serial killer Theodore Robert Bundy (Ted Bundy), o homem que confessou ter matado pelo menos 30 mulheres. Lilly Collins interpreta Liz Kendall, a mulher com quem Bundy se casou e passou boa parte do seu tempo junto, até mesmo depois de preso.



A Irresistível Face do Mal é um misto de documentário e drama, pelo ponto de vista das mulheres que conviveram com Ted, sendo elas Liz Kendall (Lily Collins) e Carole Ann Boone (Kaya Scodelario) e também algumas de suas vítimas que deram depoimento contra o assassino em série. O filme é todo pautado pelos julgamentos que Ted Bundy passou até a sua sentença final, mas com altos e baixos, pois mesmo diante de todas as evidências, ele se declarava inocente. Em dado momento por ser ex-estudante de direito, ele passa a fazer a sua própria defesa, dando destaque para a ousadia do réu, e ao mesmo tempo a inteligência e a capacidade de argumentação. Tudo isso aliado ao charme e bom humor de Bundy, foi uma das coisas que impulsionou sua popularidade entre as mulheres e na mídia, além da barbaridade dos crimes.


Já faz 30 anos que Ted Bundy morreu, na época em que era vivo ele era nacional e internacionalmente conhecido, sua história já gerou muita repercussão, tornando-se livro (Ted Bundy - Um Estranho ao Meu Lado), série documental e agora o filme. Inclusive, a série da Netflix também é do diretor Joe Berlinger, que pelo visto se aprofundou bastante na história do assassino, dirigindo a série Conversando com um Serial Killer: Ted Bundy (2019), onde trata-se de um documentário dividido em quatro episódios; e agora o longa-metragem Ted Bundy - A Irresistível Face do Mal. Neste o roteiro é de Michael Werwie, que procura mostrar justamente a perspectiva das mulheres em relação à esse homem que cometeu tantos crimes, somado aos inúmeros registros reais em foto e vídeo dos noticiários. 


Por essa razão o filme funciona tão bem, Bundy é mundialmente conhecido por seus assassinatos e a repercussão que eles tiveram nos Estados Unidos. Marcado pelo perfil de “bom moço americano”, o homem de boa aparência, carismático e inteligente que jamais levantaria suspeitas.  Mas, a trama não foca nisso, mas sim no drama vivido por essas vítimas, as fatais e as não fatais, mas que também foram vítimas. Liz, que conviveu tanto tempo ao lado dele e foi incapaz de acreditar que ele fizesse tais atrocidades, Carole que inebriada pela beleza e carisma mesmo do jovem assassino mesmo nas últimas consequências ainda permaneceu ao lado do serial e até a mãe que cega pela religião também era incapaz de enxergar no filho a imagem de um assassino. Dessa forma, eles (diretor e roteirista) conseguiram expressar o quanto essas mulheres ficaram numa situação de impotência e fragilidade, e o expectador que assistir ao filme com mais atenção e sensibilidade vai sentir e perceber isso, ou seja, o longa cumpre sua função de ser dramático e amedrontador.


Por fim, além de dizer que o filme é muito bom, com uma história já conhecida e que foi contada por uma perspectiva diferente que torna o drama ainda mais atraente, vale destacar o elenco que é excelente. Começando por Zac Efron, onde o próprio produtor Nicolas Chartier fez questão que o ator fosse Ted Bundy devido a semelhança entre os dois e ... bom ele estava certo. Além de Zac, o elenco conta com John Malkovich (Bird Box, 2018), Jim Parsons (The Big Bang Theory), Haley Joel Josment (O Sexto Sentido, 1999) e Dylan Baker (Armas na Mesa, 2017).


Título Original: Extremely Wicked, Shockingly Evil and Vile

Direção: Joe Berlinger

Duração: 110 minutos

Elenco: Zac Efron, Lily Collins, Kaya Scodelario, John Malcovich, Grace Victoria Cox, Jim Parsons, Haley Joel Osment, Dylan Baker, Terry Kinney, James Hetfield

Sinopse: Ted Bundy foi um dos serial killers mais perigosos dos anos 1970, e, além de ser um assassino, era sequestrador, estuprador, ladrão e necrófilo. Sua namorada, Elizabeth Kloepfer, tornou-se uma de suas defensoras mais leais, recusando-se a acreditar na verdade sobre Ted. A história de seus numerosos e terríveis crimes é contada pelos olhos de Elizabeth.

Trailer:

E você, gostou do filme? O que acha do assunto? Deixe seu comentário:

Ana Paula Araújo

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário