Crítica: That '70s Show - 1ª a 8ª Temporada (1998 a 2006, de David Trainer)


That '70s Show é uma série norte-americana de comédia no formato sitcom, que foi exibida de 1998 a 2006. A série conta a história de seis jovens que vivem na cidade (fictícia) de Pointplace, em Wisconsin, durante a década de 1970. 

Os jovens, Eric (Topher Grace), Donna (Laura Prepon), Steven (Danny Masterson), Jackie (Mila Kunis), Kelso (Ashton Kutcher) e Fez (Wilmer Valderrama), estão na faixa dos seus 17 anos e, sem muito poder e ter o que fazer, passam a maior parte de seus dias no porão da casa de Eric, fazendo bagunça, fazendo nada e fumando maconha. 


Por passarem tanto tempo na casa de Eric, o grupo passa a conviver também com os pais do garoto, Kitty (Debra Jo Rupp), uma amável e super protetora mãe, e Red (Kurtwood Smith), um pai que, no fundo se importa com a pirralhada, mas por fora só demonstra que não vê a hora do filho se mandar de casa e não sabe dizer uma frase sem que ela termine com “meu pé no seu traseiro”. Com o passar do tempo, esse grupo inteiro se torna uma família, a ponto da garotada passar mais tempo na casa de Eric do que em suas próprias casas, e usarem Red e Kitty como pais, já que todos, com exceção de Donna, são praticamente órfãos.


A série retrata e explora a personalidade de cada um. Eric é o nerd do grupo que só pensa e respira Star Wars. Donna, a feminista. Steven, o maconheiro sensato. Jackie, a patricinha mimada que só pensa em casar. Kelso, o combo BB: burro e bonito. Fez, o estrangeiro que ninguém sabe de onde vem. Mas apesar das enormes diferenças entre eles, todos se dão muito bem.


O mais legal é que cada um aceita o outro da forma como são. Também existe muita zoeira entre eles, às vezes até exagerada, mas atire a primeira pedra quem nunca zoou um amigo… As idiotices deles são saudáveis, principalmente porque sabemos que são adolescentes e que, eventualmente, irão amadurecer, mas também são problemáticas, beirando ao machismo e xenofobia, e se isso foi proposital feito para remeter à época ou não, acho que jamais saberemos, mas dá para passar umas raivas assistindo.  

Até pensei em incluir aqui na matéria uma série de coisas que até agora está difícil de aceitar, mas acabei encontrando uma lista da Buzzfeed com 17 coisas que aconteceram em That '70s Show e até hoje não deu pra engolir que basicamente listou a maioria das coisas que eu penso. Se você visitar a matéria deles e ainda não assistiu a série, não entenderá algumas coisas e receberá muitos spoilers, então já estou avisando… você está por sua conta e risco!

Agora, duas coisas que eu gostei muito na série, a primeira foi por nunca terem mostrado os adolescentes fumando a maconha, só aparecia eles em círculo, super chapados, com um ambiente tomado por fumaça. Isso sempre gerava cenas hilárias e um plano sequência bem legal com uma câmera de centro rolando de um personagem para o outro.



A segunda coisa, é que sempre que um personagem imaginava alguma coisa em meio a uma conversa, aparecia uma cena mostrando seu pensamento, e depois os demais faziam seus comentários a respeito, ou seja, no momento em que aparecia o pensamento, é como se o que estivesse pensando estivesse narrando, e desses momentos também saem cenas pra lá de hilárias! 


Ao longo das oito temporadas temos muitos altos e baixos, mas nada foi tão ruim quanto a última temporada e essa opinião é unânime! Não dá pra dizer que a culpa disso é de alguém, já que depois de tanto tempo imersos em um projeto, os atores eventualmente se interessem por outras coisas e abandonam o barco, como foi o caso de dois personagens principais. Por outro lado, não acho que o diretor e os roteiristas fizeram seu máximo para suprir a ausência dos dois atores, além disso, tomaram várias decisões super chocantes que desagradaram muito. Por conta disso, os fãs fingem que a oitava temporada não existiu e consideram a sétima como a última. 

Não quero e não estou entrando em detalhes sobre o conteúdo do seriado, porque não quero tirar o prestígio de quem ainda irá assistir, pois por mais que a série tenha sua penca de defeitos e muito conteúdo de mal gosto, se for feito um bom filtro do que realmente é divertido de maneira saudável, vale a pena assistir. 

Amando ou odiando, tenho certeza que bastam alguns episódios para que você já esteja cantando animadamente a música de abertura e fazendo a clássica saudação "HELLO, WISCONSIIIIIIN".  

Minha dica final é, assista a série de forma despretensiosa, sem expectativas e sem esperar que o episódio seguinte tenha continuidade com o anterior. É claro que a série possuí um arco por trás de tantas aleatoriedades, mas fica mais fácil não se apegar a nada a não ser os momentos.




Título Original: That '70s Show

Direção: David Trainer 

Episódios: 25 por temporada 

Duração: 20 minutos por episódio

Elenco: Laura Prepon, Topher Grace, Mila Kunis, Danny Masterson, Ashton Kutcher, Wilmer Valderrama, Debra Jo Rupp, Kurtwood Smith, Don Stark, Lisa Robin Kelly, Tommy Chong, Tanya Roberts e mais. 

Sinopse: Em plena era do poliéster nos anos 70, um grupo eclético de amigos à beira da vida adulta lida com os altos e baixos da busca pela independência. Porém, sem ter muito o que fazer, suas rotinas se resumem a se reunir no porão da casa de um deles para papear, fazer festas, planejar algo, namorar, e usar certas ervas ilícitas.


Trailer:

Curtiu a série? E a matéria?
Deixe seu comentário!

Helen Santos

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário