Crítica: Se Joga, Charlie (2019, de Idris Elba e Gary Reich)


Na década de 1990, o DJ Charlie Ayo (Idris Elba) estava no topo das paradas com seu hit LUV. Ele era a promessa do mundo da música eletrônica e tinha tudo para ser um sucesso. Mas muitas festas, drogas e bebidas acabaram com a carreira do DJ britânico. Em Se Joga, Charlie, vemos o one hit wonder (título dado aos cantores que tiveram apenas uma música famosa e depois desapareceram da mídia) tentando recuperar sua carreira, nem que para isso ele precise tocar em casamentos e Bar Mitzvah primeiro.

E é no casamento de um colega da escola que Charlie recebe seu chamado para a aventura. Ele reencontra seu melhor amigo de infância David (JJ Feild), um famoso ator britânico que conseguiu triunfar em Hollywood e acabou de voltar para Londres com sua esposa e filha. Charlie mente sobre o momento atual de sua vida, esconde que está morando com sua tia Lydia (Jocelyn Jee Esien), que sua carreira está acabada e que seus pais acham que ele ainda é um artista importante com muito dinheiro. Tudo para não parecer inferior ao seu amigo.


Charlie (Idris Elba) e David (JJ Feild)
Quando Charlie chega na casa, ou melhor, mansão de David ele encontra Sara (Piper Perabo), a esposa de seu amigo e uma grande DJ que tem uma carreira invejável. Não muito tarde o DJ conhece Gabrielle (Frankie Hervey), a filha do casal, de um jeito inusitado. Apelidada de Gabs, a menina de 11 anos é um demônio muito inteligente em forma de gente. Depois de conseguir domá-la, pelo menos um pouco, Charlie recebe o convite para ser uma espécie de babá de Gabs. David promete que será somente enquanto eles se estabilizam em Londres e que pagará pelo serviço. Após muita hesitação e uma bronca da tia Lydia, Charlie aceita o trabalho temporário.

Gabrielle (Frankie Hervey) e Charlie (Idris Elba)
Até aqui algumas piadas e momentos engraçados já rolaram, mas acho muito difícil você ter soltado uma boa risada. Na verdade, são poucos os momentos em que conseguimos realmente rir. O humor é o principal elemento quando se trata de uma série que promete ser carregada de comédia, claro, mas nesta ele é às vezes desnecessário e muitas vezes forçado.

Outro problema é o ritmo da história. Uma série que tem 8 episódios com menos de 30 minutos cada precisa conquistar o público o mais rápido possível e Se Joga, Charlie demora para te dominar. As atuações são muito boas, o problema, ao que parece, está na criação dos personagens e no roteiro. Idris Elba é um DJ na vida real e já provou que é um bom ator em outras tramas, então ele entrega o que esperamos dele, como ator e criador da série. Frankie Hervey é a surpresa da série, mas apesar de sua atuação ser quase impecável, sua personagem beira o irritante. Entendemos os motivos que a levaram ser assim, porém parece que exageraram na dose de birra e ela acabou ficando mimada demais, ao ponto de te fazer desistir de acompanhar a série.

Charlie (Idris Elba) e Sara (Piper Perabo)
Charlie acaba se tornando um membro da família e se aproxima muito de Gabrielle, que o motiva a seguir tentando triunfar na carreira novamente, e aprende a ser menos mimada. Ele também fica muito amigo de Sara, que o ajuda a reformular seu antigo hit e oferece shows de abertura para ele. Tudo vai bem, até que Charlie parte para Ibiza e vê sua carreira e sua vida pessoal desmoronar novamente.

Apesar dos muitos pontos negativos, não podemos negar que a série aborda, mesmo que por cima, alguns assuntos sérios como ataques de pânico e a primeira menstruação de Gabs, que são situações ainda pouco expostas em produções de entretenimento. Portanto, alguns episódios se destacam de forma positiva por conta disso.



Com poucas novidades e um ritmo difícil, Se Joga, Charlie é salva pelas atuações e alguns plot twists que fazem você pensar: “Já que eu comecei, agora vou terminar”. A série finaliza com alguns arcos ainda abertos, então outra temporada pode estar em processo de planejamento, basta a Netflix bater o martelo. Mas esperamos que a próxima temporada traga melhorias.


Título Original: Turn Up Charlie

Direção: Gary Reich e Idris Elba

Episódios: 08

Duração: 30 minutos por episódio

Elenco: Idris Elba, Piper Perabo, Frankie Hervey, JJ Feild, Angela Griffin, Guz Khan, Jocelyn Jee Esien, Cameron King e outros.

Sinopse: Charlie (Idris Elba), é um DJ que ainda não conseguiu conquistar seu espaço no mundo da música. Seu amigo, no entanto, é um astro conhecido mundialmente e com uma filha problemática. Precisando urgentemente se virar para sobreviver, Charlie acaba se tornando a babá da garota. Ele mal podia imaginar que essa decisão mudaria sua vida para sempre.

Trailer:


E você, gostou da mais nova série da Netflix? Conte para a gente nas nossas redes sociais!

Larissa Lago

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário