Crítica: Derry Girls - 1ª temporada (2018, de Lisa McGee)


Uma das coisas que aprendemos em filmes e séries é que o High School nunca é um período fácil na vida de um adolescente. Geralmente podemos contar com um protagonista esquisito, que é acompanhando por um ou mais amigos tão esquisitos quanto, o popular da escola, o que pratica bullying e o bonitão metido. Esta fórmula já foi repetida diversas vezes e parece que continuará sendo por um bom tempo, por isso, alcançar um bom resultado utilizando este método, mesmo sem ser o pacote completo, pode ser bem difícil.

Mas a primeira temporada de Derry Girls é um acerto e tanto. A série, original do Channel 4, estreou no catálogo da Netflix em 2018 e conta com seis episódios de 25 minutos. Situada nos anos 90 na conflituosa Irlanda do Norte, a produção traz Erin Quinn (Saoirse-Monica Jackson) como o ponto central. A adolescente mora em uma modesta casa com seus pais, avô, tia e prima, e frequenta a escola católica para meninas. Muito caricata, Erin é a típica adolescente dramática que não pensa nas consequências e, de um jeito ou de outro, nos remete a nossa própria experiência nesta idade.


Erin Quinn
E como toda adolescente, Erin tem seu grupinho de amigas: Michelle (Jamie Lee O’Donnell) é a mais atrevida de todas, tem sempre uma resposta na ponta da língua e é muito engraçada, Clare (Nicola Coughlan) é a certinha, que não sabe como sempre acaba no meio das confusões e tem um grande segredo guardado, Orla (Louisa Harland) é a prima de Erin que mora com ela, é cheia de ideias malucas, apesar de ser meio aérea e ter poucas falas. 

Com o fim do recesso escolar, o quarteto logo recebe um novo integrante: James (Dylan Llewellyn), o primo britânico de Michelle. Ele acaba indo para escola de meninas pois sua tia acredita que ele não aguentaria o colégio para rapazes. Por isso, todos acham que ele é gay, mesmo que ele sempre negue o boato. James também é caçoado por ter nascido no Reino Unido, uma vez que havia um grande conflito acontecendo entre os britânicos e irlandeses.


James, Clare, Michelle, Erin e Orla 
A Irlanda do Norte estava desde a década de 60 no meio de um conflito religioso e territorial. De um lado, os católicos queriam a reunificação com a República da Irlanda e do outro, os protestantes defendiam a permanência como província do Reino Unido. A escolha da localização em que acontece a trama é, talvez, a maior diferença entre outras produções situadas nos anos 90 e esta. Derry estava no meio do problema e a série traz diversos comentários ácidos e debochados sobre o assunto. Afinal, este não é um tópico importante na vida de adolescentes que já estão carregados de dramas.

Apesar do quinteto ser o ponto principal da série, a Irmã Michael (Siobhan McSweeney) também merece destaque. Ela é a diretora da escola católica para meninas e a personagem que tem o humor mais amargo, aparenta não aguentar mais o cargo e passa boa parte do tempo revirando os olhos para os dramas das adolescentes. No entanto, adora assistir o desenrolar das histórias. 

O entrosamento do elenco é visível e deixa a série ainda mais real, além de facilitar a direção de Lisa McGee, que não ousa muito com os planos e cortes, mantendo a série simples, mas bem-feita. O roteiro também é de Lisa e apresenta clichês que quebram o clima em algumas cenas, mas, apesar disso, ela soube usar o elemento High School de sua própria maneira e conseguiu deixá-lo um pouco mais original. A fotografia apresenta tons mais escuros e esverdeados quando se trata da escola, já na casa de Erin, as cores são mais vivas e trazem um ar de aconchego.

Casa de Erin
Das canções mais animadas como Push It e Let's Talk About Sex de Salt-N-Pepa, ao R&B dos anos 90 com Waterfalls de TLC, até Losin' My Religion do R.E.M, Dreams do The Cranberries e Holiday da Madonna, a trilha sonora é recheada de clássicos que, geralmente, são reconhecíveis aos nossos ouvidos e nos atrai ainda mais para a série.

Com um sotaque irlandês pesado, cada episódio é uma nova aventura para as Derry Girls – e um British Boy - na pequena cidade conturbada. A série é uma ótima opção para aqueles dias em que queremos relaxar e assistir algo mais leve. 

Por enquanto, não sabemos se outra temporada está nos planos de Lisa, o último episódio não deixa isso claro. Mas esperamos que se acontecer, seja tão boa quanto a primeira ou ainda melhor.



Título Original: Derry Girls

Direção: Lisa McGee

Episódios: 06

Duração: 25 minutos

Elenco: Saoirse-Monica Jackson, Jamie Lee O’Donnell, Nicola Coughlan, Louisa Harland, Dylan Llewellyn, Siobhan McSweeney e outros.

Sinopse: No meio de conflitos religiosos nos anos 90, Erin, Michelle, Clare, Orla e James se preparam para viver intensamente a adolescência na pequena cidade de Derry.

Trailer:



Larissa Lago

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário