Indicação #9: A Delicadeza do Amor (2011)


Muita gente acusou o filme de ser um novo Amélie Poulain, mas, sinceramente, este filme conversa intimamente com nossas perdas num primeiro momento; as reações a essas perdas e, depois, trabalha algo que todos nós já enfrentamos alguma vez, mesmo que de forma mascarada: o julgamento alheio. Quando decidimos mudar (qualquer coisa, desde coisas pessoais às materiais), estamos sempre sujeitos a ouvir algum tipo de julgamento de nossos amigos, e isso acontece, em geral, porque eles realmente gostam de nós e estão preocupados com o que é melhor para nós. Mas será que a aparência física de uma pessoa determina o que ela pode nos fazer sentir? Um filme delicioso e praticamente obrigatório, eu diria.

Indicação por: João França

Direção: Stéphane Foenkinos & David Foenkinos

Sinopse: Nathalie é jovem bonita, tem um casamento perfeito e leva uma vida tranquila, com tudo no lugar. Contudo, quando seu marido morre em um acidente, seu mundo vira de cabeça para baixo. Para superar os momentos tristes, ela decide dedicar-se ao trabalho e deixa de lado seus sentimentos. Até o dia em que ela, sem mais nem menos, beija Markus, seu colega de trabalho. Os dois embarcam numa jornada emocional não programada, revelando uma série de questões até então despercebidas por ambos, o que os leva a fugir para redescobrir o prazer de viver e entender melhor esse amor récem-descoberto.

Trailer:

Helen Santos

2 comentários :

  1. Adorei este filme, tal como adorei "O Fabuloso Destino de Amélie Poulain" e concordo que, para além da protagonista ser interpretada pela mesma atriz, a espetacular Audrey Tautou, estes filmes são bastante diferentes.
    A viagem emocional da protagonista para ultrapassar o seu luto é de uma beleza e subtileza que só o cinema francês nos consegue impor. Não há como não adorar esta bela e incomum história de amor. Só gostava que o final tivesse sido mais conclusivo, mas acho que isso faz parte, uma vez que a vida não pára...
    Mundo da Fantasia

    ResponderExcluir