Crítica: O Zoológico de Varsóvia (2017, de Niki Caro)


Quanto mais pensamos que A Segunda Guerra Mundial foi explorada de todos os jeitos no cinema, mais vemos que sempre haverão histórias para serem contadas.

Niki Caro opta por uma direção sem muitos riscos, o foco aqui é no desenvolvimento de personagens e na construção cuidadosa que o  roteiro faz com a história. Pensando nisso, O Zoológico de Varsóvia faz o beabá de um roteiro bem escrito. Primeiro os personagens são apresentados, depois a história da Segunda Guerra começa a evoluir e por último, depois que estamos apegados aqueles personagens, as histórias se entrelaçam e se desenvolvem ao longo do filme.


Em nenhum momento, Niki apela para que a gente se debulhe em lágrimas (Alô Steve McQueen, aprende), a parte emocional do filme flui naturalmente, de forma orgânica, movida pela força das histórias da Segunda Guerra Mundial e pela performance excelente de Jesssica Chastain.

O roteiro adaptado por Angela Workman é bem escrito, como eu disse lá em cima, ele tem uma estrutura básica, que é o feijão com arroz bem feito dos roteiros tradicionais, introdução, desenvolvimento e conclusão, sem muitas surpresas, mas tudo escrito com muito esmero, aliás, é o que sentimos o filme todo, que foi um filme feito com cuidado, com respeito, sem apelos emocionais desnecessários e sem aumentar os fatos.


Jessica Chastain é a alma do filme e teve um papel difícil nas mãos. Sua personagem é a protagonista e muitas vezes, ela é como se fosse a visão do público sobre os acontecimentos da Guerra. Ela cria empatia com os telespectadores, tem carga dramática de sobra e nos entrega uma performance excelente. Sua força, coragem e sutileza nas horas certas fazem com que a gente se conecte com sua personagem. Que ela é uma das maiores revelações dos últimos anos é inegável, a cada projeto novo ela se firma ainda mais como uma atriz espetacular. Daniel Brühl é um bom ator e faz um bom trabalho aqui, mas esse estilo de papel ele fez algumas vezes e não surpreende muito. Johan Heldenbergh também entrega uma performance boa e em uma cena lá no final do segundo ato, ele mostra a que veio.


Embora o primeiro ato tenha um pouco de lentidão, O Zoológico de Varsóvia não deixa de ser um ótimo filme, com uma atuação impecável de Jessica Chastain e uma direção assertiva de Niki Caro. Mais um fragmento da Segunda Guerra Mundial mostrado com excelência.




Título Original: The Zookeeper's Wife.

Direção: Niki Caro.

Elenco: Jessica Chastain, Johan Heldenbergh, Daniel Brühl, Michael McElhatton, Efrat Dor, Iddo Goldberg e Shira Haas. 

Sinopse: Em 1939, na Polônia, Antonina Zabinska (Jessica Chastain) e seu marido, Dr. Jan Zabinski (Johan Heldenbergh) são responsáveis pelo zoológico Warsaw. Quando a guerra inicia e o país é invadido pelos nazistas, Jan e Antonina começam a trabalhar para a resistência ajudando a salvar vidas enquanto escondem pessoas no zoológico.

                                 Trailer:








Yago Tanaka

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário