Agenda com as datas das estreias da temporada de superproduções 2015. Programe-se. Quais você vai ver?


Neste último final de semana aqui no Brasil estreou o aguardado Vingadores: Era de Ultron, dando início a toda uma leva de filmes muito esperados para esta temporada. Chegou a temporada de verão e férias para os norte americanos e é quando os cinemas lotam de filmes caros, superproduções e blockbusters, continuações e remakes de diversos gêneros, além de algumas novidades. Veja os trailers, guarde as datas, prepare a carteira, compre a pipoca e boa sessão!

Crítica: Clown (2014)


Palhaços sempre foram o sinônimo de medo ao longo dos tempos. Da ficção a realidade, eles sempre causaram medo. Não é por qualquer motivo que Stephen King escolheu um palhaço pra ilustrar o medo coletivo em It, na “vida real” temos o famoso “serial killer” John Wayne Grace Jr, que foi acusado de matar 29 crianças nos anos 70.

EVOLUINDO PARA PROCESSOS EFICAZES DE GERAÇÃO DE ENERGIA LIMPA EM MONSTRÓPOLIS

Monstros S.A. (Monsters, Inc., 2001) é a quarta incursão da Pixar Animation Studios — com o suporte da Walt Disney Pictures — na seara do desenho animado de longa metragem em computação gráfica. Localiza a ação no universo paralelo e fantasioso de Monstrópolis, dependente, em termos energéticos, dos gritos de crianças humanas assustadas na calada da noite, durante o sono. A atividade é arriscada, pois os petizes são um risco à saúde dos monstros e à segurança da cidade. Porém, uma garotinha é acidentalmente inserida nesse universo e... A história, em tudo cativante, é marcada pela simplicidade narrativa e pelo arrojado dinamismo da realização. 

Top 10: Plot Twists (Parte I)

Assista ao emocionante trailer de 'Star Wars: O Despertar da Força' - Lançamento em Dezembro de 2015.


Para muitos fãs (eu incluso) este é o filme mais esperado do ano, que chega apenas em 18 de Dezembro de 2015. Star Wars é uma das mais importantes sagas da história do cinema, revolucionando o conceito de superproduções e mudando a cultura pop na sétima arte. Este primeiro trailer completo é de arrepiar. Vemos os novos personagens, os velhos rostos conhecidos, a emocionante trilha sonora e uma nostalgia única que só quem conhece a saga entende.

Trailer de 'Batman vs Superman: A Origem da Justiça' - Lançamento em 2016


Batman vs Superman: A Origem da Justiça é o mais esperado filme da DC Comics, produtora de quadrinhos amada e grande rival da Marvel. O filme vem como um preparatório para o aguardado A Liga da Justiça, que tecnicamente será 'Os Vingadores' da DC. O filme traz o Superman (Henry Cavill) após os acontecimentos de O Homem de Aço (2013), sendo perseguido pelo povo que o teme. Desta vez Ben Affleck será o Batman, que pretende combater a "ameaça" que é Superman. O filme traz de volta o vilão Lex Luthor (possivelmente o mentor por trás deste combate entre heróis) e participações de Mulher Maravilha e Aquaman, dando o pontapé inicial para uma grande saga.

Crítica: MORTE NO DIA DAS BRUXAS (2014, de Steven R. Monroe)


*Matéria de estreia de Herbert Almeida, que fará colaborações mensais sobre filmes de terror.

BASEADO EM FATOS REAIS?!?
Quantas vezes você assistiu um filme de terror ou se interessou por ele pela informação "baseado em fatos reais"? http://www.supercineonline.com/assistir-morte-no-dia-das-bruxas-online.html

Exemplos deste tipo de película são muitos. Talvez o mais famoso seja Horror em Amityville, cuja história filmada e refilmada com uma série de continuações, se baseia em um livro não-ficcional, chamado The Night the DeFeos Died, que relata o assassinato cometido por Ronald DeFeo Jr. Algumas pessoas alegam que não se tratava de nenhum filme de terror e sim de uma tese muito louca montada pelo advogado de defesa de Defeo, Willian Weber, alegando que as vozes em sua cabeça insistiam para ele realizar os crimes. DeFeo foi considerado culpado em seis acusações e condenado a várias penas de 25 anos. Filme de terror ou de advogado? Assista os filmes e decida você mesmo lendo sua biografia http://www.biography.com/people/ronald-defeo-580972

Já no filme MORTE NO DIA DAS BRUXAS (Título Original: Grave Halloween), do Diretor Steven R. Monroe www.facebook.com/pages/Steven-R-Monroe/117696434948868 que também dirigiu o polêmico DOCE VINGANÇA, há na sua foto de capa a frase BASEADO EM UMA HISTÓRIA REAL, então fomos verificar a veracidade deste slogan tão batido, mas que sempre funciona de chamariz, sobretudo para filmes de terror.



No Filme, uma estudante universitária americana que estuda no Japão arrisca sua própria vida para salvar o espírito de sua falecida mãe, que se suicidou na notória *Floresta dos Suicidas*. Esta tal floresta de fato existe no Japão e tem o nome de Aokigahara , também conhecida como Mar de Árvores, situada na base noroeste do Monte Fuji, no Japão. Devido à densidade das árvores, que bloqueiam o vento, Aokigahara é conhecida por ser estranhamente silenciosa. Somente em 2010, 54 pessoas completaram o ato na floresta, apesar de numerosas mensagens, para que as pessoas reconsiderassem suas ações. Em média, são encontrados cem corpos por ano, alguns em avançado estado de putrefação ou até mesmo somente seus esqueletos.O alto índice de suicídios chamou a atenção das autoridades japonesas, que colocaram avisos em japonês e inglês desencorajando o ato. A "Caça ao Corpo" consiste em um pequeno exército formado por policiais, voluntários e jornalistas que buscam por corpos na floresta.

Com alguns sustos e uma fotografia que lembra bastante filmes de terror japoneses, MORTE NO DIA DAS BRUXAS, é um divertimento que não pode ser levado muito a sério, pois os efeitos especiais são de um filme B e os atores totalmente desconhecidos. Mesmo assim, assistindo sozinho pode funcionar como um bom passatempo numa noite chuvosa.

Trailer:



Você lembra de algum filme baseado em "fatos reais"? Quer comentar? Gostaria de compartilhar as informações reais ou fantasiosas? Mande seus comentários e concorra mensalmente a brindes.



Crítica: Cake - Uma Razão Para Viver (2014; de Daniel Barnz)

Jennifer Aniston, que parecia ser uma atriz destinada a atuar em comédias e romances bobos (com exceção de Marley e Eu), resolveu investir um pouco do seu dinheiro e principalmente talento em um filme comovente que traz como tema principal a depressão. A doença que mais vem aumento com o passar dos anos, que além de afetar o humor, afeta também a saúde, pois a pessoa passa a recorrer as drogas numa tentativa de fugir da realidade.

Retrospectiva dos Filmes de Terror em 2014


Os 10 melhores do ano:

1°- The Babadook


Trailer:

De longe o melhor terror de 2014. O filme surpreende por ser um terror psicológico, que foge dos assassinos, fantasmas e outros clichês do horror. Aqui o medo é algo real, envolvendo a tristeza de uma mãe e seu filho. Direção impecável, roteiro enxuto e uma atuação monstruosa da protagonista Essie Davis (digna de concorrer ao Oscar). The Babadook subverte o conceito de monstro imaginário para algo muito mais perturbador do que se imagina. Um filme incrível, que o tornou não apenas o melhor terror de 2014, mas um dos melhores filmes do ano.

2°- Assassino Invisível


Trailer:


Com uma ótima direção, cheia de detalhes, designe de produção e bela fotografia, este filme ainda contém um roteiro bem estruturado, cheio de reviravoltas e metalinguagem. Em uma espécie de remake e sequência do clássico dos anos 70, inteligentemente se cria uma versão onde o primeiro filme é apenas um filme dentro deste aqui, onde não se sabe se os primeiros ataques foram reais ou são apenas uma lenda urbana. A partir daí cria-se um clima tenso de investigação e assassinatos, lembrando os melhores slashers como Sexta-Feira 13 - Parte 4. Um filmão, que consegue o difícil feito de ser melhor que o original.


3°- Assim na Terra Como no Inferno


Trailer:


Finalmente um filme found footage com imagens claras e que mostra bem o horror. Uma história que envolve arqueologia nas velhas catacumbas de Paris, com cenários claustrofóbicos e escuros dignos de Abismo do Medo, mas cheio de referências e simbolismos à um dos clássicos da literatura mundial: O Inferno de Dante. Muito intenso e eletrizante, o filme consegue meter um pouco de medo, além de ser muito eletrizante na sua metade final. Imperdível!


4°- O Pacto


Trailer:

Daniel Radcliffe deixa sua imagem de bruxinho para trás e encara esta fantasia obscura. Embora careça um pouco de terror em si, o filme ganha muitos pontos pelo roteiro irônico, que de certa forma critica a sociedade e sua mente imunda. A direção do filme é boa (do competente Alexandre Aja), as piadas são sagazes, o clima de fábula obscura e de humor negro é genial. Não mete medo, mas diverte e te prende até o final. As aparências enganam e a moral é que os demônios são as pessoas.


5°- As Bruxas de Zugarramurdi


Trailer:

Dirigida pelo brilhante Álex de la Iglesia (do ótimo O Dia da Besta), esta é a sua nova comédia de terror. Aqui, Iglesia usa o feminismo e costumes das mulheres para fazer uma crítica à relação homem/mulher. Além desta metáfora interessante, o filme contém cenas hilárias, bons efeitos especiais e uma das melhores direções do ano passado. Com cenas elétricas e alucinógenas, o filme é um dos mais divertidos que vi em muito tempo.


6°- The Canal


Trailer:

Um terror com toques de drama psicológico envolvente. Repleto de cenas cheias de alucinações um tanto mórbidas, este competente filme passou quase despercebido do cenário mundial. Pena, pois é um thriller e tanto. Há algumas cenas bem perturbadoras e a atuação do protagonista é muito competente.



7°- House Bound





Trailer:

Outro filme que não tem muito terror, mas que é muito divertido. Este filme neozelandês é muito bem produzido, tem um mistério competente, um humor negro impregnado de maneira bem sutil e um confronto final bem eletrizante. Boas sacadas e boa direção nesta produção pouco conhecida, mas melhor que a maioria.


8°- Jessabelle


Trailer:


De certa forma, Jessabelle tem um enredo bem batido, muito parecido inclusive com A Chave Mestra. Mas a boa direção, a ambientação de casas em beira de pântanos em Nova Orleans e algumas cenas bem apavorantes tornaram este longa uma surpresa. Sem falar que a beleza ruiva e atuação da protagonista Sarah Snook é ótima, uma das atrizes revelação do ano passado (ela foi vista também em O Predestinado). E convenhamos, filmes de terror com protagonista cadeirante causa mais agonia. Pelo menos em mim ...




9°- Extraterrestrial



Trailer:



Eis uma grande surpresa! Extraterrestrial trouxe os clichês et's em um filme eletrizante e cheio de estilo. Câmera lenta, trilha sonora eletrônica, efeitos de iluminação contra a câmera, tudo muito competente. Mesmo sendo um filme de baixo orçamento, as cenas de efeitos especiais são espantosamente bem elaboradas, enganando e dando a impressão de que estamos diante um filme maior. Todos estes méritos se devem à dupla de diretores The Vicious Brothers (do bom Fenômenos Paranormais), que sabem fazer filmes estilizados sem recurso algum.



10°- Zombeavers



Trailer:



Um filme sobre castores zumbis no TOP 10, é sério? Sim é sério". Zombeavers é espantosamente o filme mais engraçado que vi em 2014. Não são apenas as situações bizarras e engraçadas, o forte gore e os efeitos plásticos nostálgicos que tornam esta uma pequena pérola. O filme consegue fazer algo que outros não conseguiram: brincar muito bem com os estereótipos e os clichês dos personagens. Em determinado momento, algo terrível (e muito inesperado) acontece com a mocinha boba e "protagonista". A sua "amiga nerd" se revela a vadia da trama. E a "vadia" mostra-se a guerreira da situação. Este filme é gargalhada e diversão do início ao fim, com cenas que você nunca, mas nunca pensou que veria. Insano! O filme mais inteligentemente tosco que você verá.

Crítica: Let Us Prey (2014; de Brian O'Malley)

Este longa irlandês é o típico não julgue um livro pela capa, no caso, eu julguei ele pela sinopse. Quando li sobre o que se tratava não me chamou muito a atenção, mas a sequência de abertura muito bem feita, com ondas batendo contra as rochas, corvos voando em câmera lenta e um misterioso homem caminhando sobre uma sombria cidade ao som de uma trilha dramática, realmente me surpreendeu. 


Crítica: Um Estranho Vampiro (1988; de Robert Bierman)

Até agora o filme mais engraçado que eu havia visto esse ano era Débi e Loide 2, mas Um Estranho Vampiro se superou. Não é mais engraçado que o Drácula Morto Mas Feliz de 1995 (uma paródia de filmes de vampiro), mas com certeza vai ficar para sempre na minha memória. Me despertou muito interesse neste filme através de um famoso meme no Facebook, então procurei com meus contatos cinéfilos sobre o filme e quando vi as imagens do longa tive que assistir. Talvez desperte o interesse em vocês também.

Especial Terror: Refilmagens e sequências

Hora de apagar as luzes, a sessão irá começar.

A indústria do cinema ao que tudo indica mantêm o gênero terror aquecido na telas, seja para o bem, ou para o mal. Neste primeiro trimestre já fomos "presenteados" com duas bombas: " A casa dos mortos" e " Renascida do Inferno". Porém, as expectativas continuam neste ano (pelos menos nos EUA), com lançamentos marcados por refilmagens e continuações.

Conheça alguns dos títulos promissores que estão chegando aos cinemas em 2015:

Sobrenatural: A Origem (Leigh Whannell) 

Antecedendo os acontecimentos que assombraram a família Lambert nos dois longas anteriores, serão revelados como a medium Elise Rainier (Lin Shaye) relutantemente concorda em usar sua habilidade em contatar os mortos para ajudar uma jovem garota (Stefanie Scott) que tem sido alvo de uma perigosa entidade sobrenatural. 

Após os bem sucedidos primeiros filmes, era óbvia uma sequência, desta vez com James Wan apenas como produtor, bombando com seu Velozes e Furiosos 7 atualmente. Não aguardem nada diferente dos anteriores, mas se a qualidade prevalecer, os cinéfilos agradecem.


PERSEGUINDO AS PROMESSAS DO SONHO AMERICANO EM PARIS, AO SOM DE DUKE ELLINGTON

Martin Ritt é liberal de boa cepa que representou, ao longo dos anos 60 e 70, a boa consciência no cinema americano. Racismo, sindicalismo, perseguições políticas e analfabetismo eram temas de sua predileção. Graças a ele, Paul Newman teve alguns de seus melhores desempenhos. Inspirado na descontração narrativa da nouvelle vague, Paris vive à noite (Paris blues, 1961) apresenta Newman e Sidney Poitier no auge do frescor e da jovialidade. Seus personagens trocaram os EUA pela cidade luz, onde perseguem as promessas não realizadas do sonho americano. As interpretações, a direção de fotografia, a envolvente trilha musical de Duke Ellington e uma vibrante e curta participação de Louis Armstrong são os principais atributos da realização.

Crítica: As Aventuras de Paddington (2014; de Paul King)

Eu sempre gostei de filmes infanto juvenis com pessoas e personagens animados ao mesmo tempo. Filmes neste estilo sempre são bons e não perdem a graça, é muito raro alguém não gostar de assistir, por exemplo Força G ou Stuart Little, são filmes que agradam todo mundo e não nos cansamos de assisti-los.