CRÍTICA : ABRAHAM LINCOLN - CAÇADOR DE VAMPIROS





Enredo: o filme explora a vida secreta de um dos maiores presidentes dos Estados Unidos em uma história não contada que definiu uma nação. Os cineastas visionários Tim Burton e Timur Bekmambetov (diretor de O Procurado) trazem uma voz fresca e visceral para o folclore do vampiro sedento de sangue, imaginando Lincoln como o maior caçador da história dos mortos-vivos. 

Elenco: Benjamin Walker, Mary Elizabeth Winstead, Dominic Cooper, Anthony Mackie, Rufus Sewell, Marton Csokas, Jimmi Simpson, Joseph Mawle, Robin McLeavy, Erin Wasson .

Direção: Timur Bekmambetov, mesmo diretor de O Procurado, Guardiões da Noite, Guardiões do Dia e Trovão Negro.

Curiosidades:

*Seth Grahame-Smith, escritor do livro, também é o responsável pelo livro Orgulho e Preconceito e Zumbis, que usa o famoso romance de Jane Austen e adiciona zumbis, aproveitando 85% da história original.

*Tim Burton produz. Burton e Bekmambetov já produziram juntos a animação 9 - A Salvação.

*Benjamin Walker (A Bússola de Ouro) venceu o papel principal de uma lista de atores que contava com Adrien Brody, Timothy Olyphant, Josh Lucas, James D’Arcy e Oliver Jackson-Cohen.

*Tom Hardy (A Origem) foi cotado para viver o vampiro Henry Sturges.


Trailer, para assistir dê pausa no tema de Star Wars ao lado:



Uma das características do cinema em 2012 foi o presidente Abraham Lincoln. Além do drama judicial Conspiração Americana, que mostra o julgamento de possíveis responsáveis pelo assassinato do presidente, estreou recentemente o drama épico Lincoln, dirigido por Steven Spielberg; e já é forte candidato ao Oscar 2013. Mas o que mais esteve na boca do povo e da crítica no meio do ano foi ABRAHAM LINCOLN - CAÇADOR DE VAMPIROS. Porque?

Vamos aos fatos: Abraham Lincoln - O Caçador de Vampiros foi simplesmente massacrado pela crítica. Considerado um dos piores do ano, é forte candidato ao prêmio Framboesa de Ouro (elege os piores do cinema todo ano). Visto como desmiolado, este filme chegou a ser considerado um ultraje ao mais famoso presidente dos Estado Unidos. Foi um fracasso até de bilheteria quando comparado com produções menores. E a minha opinião?



Vou abrir uma exceção e ir contra a crítica especializada. Não que eu siga os críticos, mas algumas vezes gosto de entender a visão deles. Digo que a curiosidade era grande. Afinal não é todo dia que vemos um enredo tão visionário e diferente assim. Ver o mais famoso presidente americano matando vampiros e mortos vivos seria no mínimo curioso. Outro ponto que me chamou a atenção são os realizadores do filme. O produtor é Tim Burton, uma das maiores mentes cinematográficas da atualidade. O diretor é Timur Bekmambetov, um cara que tem visão para fantasia e cenas bem elaboradas de ação. Ele dirigiu os bons Trovão Negro (primeiro filme de super herói russo), e Guardiões da Noite (filme de fantasia envolvendo seres sinistros, também na Rússia). Mas o destaque foi para a sequência de Guardiões da Noite, chamada Guardiões do Dia: um filme surreal e surpreendente. Aí em 2008 ele lança um dos filmes revelações daquele ano: O Procurado; trazendo James McAvoy e Angelina Jolie em cenas de tirar o fôlego! Curto muito este diretor.




Então fiz questão de assistir ao filme. Quanto ao roteiro, está a maior 
dificuldade de criticar. Há momentos de inteligência e outros de desleixo e 
furos no roteiro. Por exemplo, gostei da construção dos vampiros. Aqui são 
diferentes em alguns aspectos. Eles andam no sol e são poderosíssimos. 
O fato do filme acompanhar o presidente desde pequeno até o possível 
assassinato também foi interessante, deixando espaço para um pouco de 
política e discurso moralista na trama. Mas há furos, como reviravoltas 
clichês, personagens mal desenvolvidos  e falhas em alguns detalhes; como 
repentino fim do noivado de Mary. Algumas coisas ficam no ar. Outras não se encaixam bem, por usar fatos reais da vida de Abraham e adaptar para a história vampiresca. Os roteiristas podiam ter deixado de fora a morte do filho do presidente e o drama que isso gera, por exemplo. Nas cenas de ação apenas uma queixa: muitos efeitos Matrix e 3D. Já está começando a irritar sempre mesmas coisas voando contra a tela. E o fato de todo mundo saber lutar no filme me incomodou um pouco.




Mas o filme tem seus pontos positivos também. A ambientação da época, a montagem e caracterização dos personagens é ótima. O filme tem o luxo de ter uma ótima fotografia. Paisagens lindas rodeiam o filme. Os efeitos  sonoros estão bons, e os especiais nem se falam; ótimos. Parece que a maior falha foi mesmo dos roteiristas, pois o diretor sabe o que fez. Filmou e conduziu tudo de maneira afinada. O elenco parece à vontade nos papéis e o protagonista é o destaque: Benjamin Walker interpreta muito bem um jovem herói matador de vampiros que busca a liderança de uma nação livre e sem escravidão. Ele sustenta bem os dois papéis de presidente e matador de monstros. Com maquiagem e figurino bem feitos, além de uma ótima iluminação, visualmente o filme causa algum impacto.




E o que dizer do ponto forte do diretor: as cenas de ação? Provando mais uma vez que o diretor é bom sim, as cenas de ação são muito eletrizantes. Em especial duas sequências! A luta de Abraham com um vampiro em meio a um estouro de cavalos selvagens é forte, surreal e eletrizante. Saltos mirabolantes, machados em 3D, cavalos tombando e muita câmera lenta estão aliados à uma fotografia forte, num tom laranja avermelhado. Esta é uma das mais exageradas cenas de ação de 2012! Mas a sequência de ação final em um trem também é exagerada e surreal. Me lembrou o final do filme Padre, porém com mais ação. Fogo, vampiro, sangue e tiro por tudo que é lado entre os vagões do trem. Mortes de aliados tanto do bem como do mal acontecem. E isso tudo para poder por fim à guerra civil americana e aos malditos sangue-sugas. Apesar de não ser tanto original quanto prometia, Abraham Lincoln - O Caçador de Vampiros foi um dos mais eletrizantes filmes de ação do ano. Nada que vire clássico, mas nada de péssimo também.





Por fim digo que Abraham Lincoln - O Caçador de Vampiros é mais filme de um estilo que surgiu. Desde 1999 tem-se feito filmes de ação e aventura utilizando elementos de terror. Duvida? No gênero aventura tivemos A Múmia (1999), O Retorno da Múmia (2002), A Múmia 3 Tumba do Imperador Dragão (2008) e Van Helsing (2004). Já em ação tivemos Resident Evil O Hóspede Maldito (2002), Anjos da Noite (2003), Resident Evil 2 (2004), Anjos da Noite 2 (2006), Resident Evil 3 (2007), Anjos da Noite 3 (2009), Resident Evil 4 (2010), Padre (2011); e agora em 2012 tivemos Resident Evil 5, Anjos da Noite 4 e Abraham Lincoln - O Caçador de Vampiros! Todos eles tem em comum o fato de não assustar em nada (pelo menos a mim). Os monstros e elementos de terror estão ali presentes, mas continuam sendo filmes de ação. É um subgênero que surgiu e eu admito que eu gosto. Em épocas em que "vampirinhos" brilham como diamante no sol, Abraham Lincoln - O Caçador de Vampiros é uma boa pedida para ver os malditos seres à moda antiga. Mesmo não sendo um filme espetacular, as cenas de ação são incríveis. Amantes de HQ, cinéfilos e que gostam de maus e velhos vampiros, irão gostar. Há uma longínqua possibilidade de continuação. Quem sabe né? Com saldo positivo eu recomendo este filme que traz 1 hora e 45 minutos de entretenimento fantasioso, bom para se desligar da realidade.

NOTA: 7

Fotos do filme:




























O Vigilante da Noite

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário