CRÍTICA DE BATMAN O CAVALEIRO DAS TREVAS RESSURGE... CHRISTOPHER NOLAN É O GRANDE DIRETOR DA ATUALIDADE!



Sempre gostei do universo do Batman, principalmente dos mais recentes (o Begins e o Cavaleiro das Trevas). Mas o sucesso dessa nova franquia deve-se ao grande diretor Christopher Nolan, que cada vez mais se destaca. Ele fez um trabalho primoroso com O Grande Truque e A Origem. Dois filmes excelentes que conseguem ser uma grande brincadeira mental com o público. Estava no aguardo por esse novo Batman, aliás o mundo estava, pois seria o filme mais esperado de 2012! Eis que de novo o diretor não decepciona.





Repetindo algumas de suas características; como trabalhar com o mesmo elenco ou a forma fria e inteligente que a história nos é contada; enfim, Christopher mais uma vez surpreende o público. E consegue fazer isso mesmo sem o Coringa (vilão de O Cavaleiro das Trevas, o maior vilão de todos os tempos, interpretado brilhante e assustadoramente pelo Heath Ledger). Não é atoa que eu sou fã do Coringa, até mesmo fazendo dele tema do meu blog. Mas a questão é que positivamente, Nolan faz um filme onde o Coringa acaba não fazendo falta.



Sobre o elenco, simplesmente todos de parabéns, cada um dos personagens tem um papel extremamente importante para essa conclusão épica. Christian Bale consegue perfeitamente passar a imagem de herói debilitado. Palmas para ele. Michael Caine tem aparições emocionantes e impactantes. Sou fã desse veterano e sua interpretação é realmente tocante. Gary Oldman e Morgan Freeman fazem papéis fundamentais e repetem sua importância na história, além das surpreendentes participações de Marion Cotillard e Joseph Gordon-Levitt. Mas não tem como não falar dele: Bane, o vilão. Muito bem interpretado por Tom Hardy (um dos novatos do momento). Tinha-se dúvida sobra justamente o vilão, devido a grande sombra que o Coringa deixou. Mas o cara se sai bem e consegue ser o vilão mais terrível do ano. E mesmo assim, em uma das reviravoltas do filme; ele consegue de alguma forma cativar o público. Ele tem um ideal no mínimo humano, fazendo nós nos identificarmos um pouco com ele. E claro que não tem como deixa de falar dela: a mulher gato.  Anne Hathaway dá conta do papel perfeitamente. Sempre gostei da mulher gato (Selina Kyle) da ótima Michelle Pfeiffer. Mas Anne manda o recado e consegue ser elegante e  firme no papel.









As sequências de ação são 

extraordinárias, mas inteligentemente montadas e acompanhadas com efeitos especiais e sonoros impecáveis. Nada exagerado, mas nada humilde também, tudo feito na medida certa, incluindo o fato de ter 2 horas e 45 minutos. Nada passa despercebido na linha de raciocínio do diretor. Você assiste ao filme com os olhos brilhando tamanha categoria de toda equipe. É realmente elogiável o fato de Christopher Nolan fazer uma saga que mantém uma qualidade inquestionável. E esse terceiro capítulo fecha sim com chave de ouro a saga do homem-morcego. Com direito a drama, suspense, ação, romance e reviravoltas eletrizantes, digo sem medo que Batman O Cavaleiro das Trevas Ressurge é mesmo o filme do ano. Assista no cinema. Será um erro não fazer isso!


A cada novo trabalho desse diretor fico impressionado com a filosofia, a crítica social e política, ao jogo mental e psicológico que esse diretor alia a fantasia, criando verdadeiras obras de arte. Sim Christopher Nolan é meu diretor moderno favorito, e com certeza já é considerado como o melhor da atualidade! Filme impecável, e que venha o Oscar 2013!


NOTA: 10






Deixe seu comentário:

O Vigilante da Noite

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário