E NO FIM DE SEMANA...


Caros amigos, nesse fim de semana e durante a semana aproveitei para ver ou rever alguns filmes que já não são tão novos. Aí vai minha opinião sobre eles:

SEPARADOS PELO DESTINO: É um filme chinês sobre os dramas de famílias afetadas pelos terremotos. O filme é promissor no início, com uma história interessante, boa trilha sonora, que é bem melancólica, e definitivamente excelentes efeitos especiais. A sequência de destruição é perfeita, espetacular. A primeira meia hora do filme manda bem. Mas infelizmente é só isso. A uma hora e os quarenta e cinco minutos restantes são chatos, melodramáticos demais (muitas lágrimas derramadas), com atuações não muito convincentes, o que acaba sendo uma perda de tempo. Inicia bem mas se desenrola pecando muito. Uma pena...

NOTA: 4

NOIVO EM FUGA: Apesar de ser vendido como comédia romântica, é um drama. Mas para minha surpresa trata-se de um filme interessante sobre as dúvidas antes de um casamento. Nada especial, mas é um filme que vale a pena ver pelo menos uma vez...

NOTA : 6


SONHADORA: Esse sim um bom filme familiar, de 2005, baseados em fatos reais, com a ótima Dakota Fannning. Bem feito e com boa trilha sonora. A menina é realmente perssistente quanto ao ficar com a veloz égua e recolocá-la nas corridas. Clássico moderno... 

NOTA: 9


DIÁRIO DE UMA PAIXÃO: Tenho vergonha de dizer que não tinha visto ainda. Tinha receio de ser bobo, mas me surpreendi. Trata-se de um filme simplesmente arrebatador, extremamente bonito. Não arranca lágrimas (se bem que eu não choro em filmes), mas chega bem perto para aqueles mais sentimentais. Com ótimas atuações e roteiro leve, é um filme e tanto, principalmente para quem tem um amor impossível... simplesmente bonito!

NOTA : 9




SAGA ATIVIDADE PARANORMAL: o 1 E o 2- São realmente bacanas. Alguns amigos meus não gostaram, outros tiveram pesadelos. Eu estou no meio: gostei muito e até levei sustos, mas não sou de ficar impressionado. Mas tenho que dizer que algumas cenas são aterradoras e te perturbam um pouco. Achei o 1° mais impactante, mas o 2° também tem seus méritos. São bons filmes que cumprem bem seu papel : assustar com estilo próprio.  

NOTA PARA OS 2: 9







Em breve falarei sobre ATIVIDADE PARANORMAL EM TÓQUIO, e todos já aguardamos o ATIVIDADE PARANORMAL 3,  que será lançado ainda esse ano... assistam e durmam bem!!!




SAGA PÂNICO: 1, 2 e 3: Fiquei muito feliz de conseguir baixar a trilogia, pois são uma das sagas de terror que mais gosto. Essa saga reinventou os filmes de terror na década de 90, fizeram enorme sucesso não só entra público como também entre críticos, pois ao mesmo tempo que é terror, é humor negro (debochando dos filmes de terror). Ao mesmo tempo que tem mortes bem elaboradas, tem também cutucadas nos clichês de cinema, como por exemplo as mocinhas loiras: porque elas correm para seu quarto em vez de sair pra rua quando é  atacada? E é nesse ritmo que a saga se encontra: mortes, críticas, correria e mais morte , seguidas de muitas críticas. E ainda traz sempre um final surpreendente: quem é o assassino?

 Mesmo que o terceiro já não seja tão bom quanto os 2 primeiros, é entretenimento puro, explosivo, assustador (o primeiro) , ácido, genial e muito, muito inteligente. Em breve verei o 4 que sai em DVD em breve, pois aqui não passou no cinema, uma pena! Aguardo ancioso para ver o 4 e postar aqui o que achei... e que venha o 5, afinal: QUAL É O SEU FILME DE TERROR FAVORITO?

NOTAS: PÂNICO:      10
               PÂNICO 2 :  10
               PÂNICO 3:   9









DUAS VERSÕES EXCELENTES

Todos sabemos que os filmes de terror de hoje em dia perderam e muito a graça. Parece que eles perderam aquela nostalgia de antigamente. Mas de tempos em tempos, surge um filme que salva o gênero terror. E alguns dos filmes que se destacaram são DEIXE ELA ENTRAR e DEIXE-ME ENTRAR. Acontece que se trata da mesma história, porém um é o original sueco de 2008 (DEIXE ELA ENTRAR) e o outro é o seu remake americano de 2010 (DEIXE-ME ENTRAR). Ambos excelentes por ter um bom roteiro, ótimas atuações, bons sustos e uma mensagem emocional muito forte. Embora seja uma história de vampiros, o filme trata da juventude, amizade, o primeiro amor, famílias complexas. Mas o que mais se destaca é um dos assuntos do momento: bullying!!!

  O garoto, cujo pais são separados, sofre constantemente.Então se muda para ao lado do apartamento dele uma menina e seu pai, ambos misteriosos, o que não impede o garoto de fazer amizade com ela; e logo mais um relacionamento muito puro (afinal são crianças). Porém logo tudo se complica. O pai da garota não é vampiro, mas sim um amigo protetor. Sim, para ela não matar, ele é quem mata pessoas e recolhe o sangue. Mas numa dessas dá tudo errado, e é aí que começa o trágico desenrolar. E há ainda os garotos que maltratam violentamente o menino. Nas duas versões acontece quase tudo igual, há pouca diferença. Talvez o americano seja um pouco mais assustador e o sueco mais dramático. Porém ambos merecem atenção. São filmes de terror completos, daqueles que lembram os antigos, pois os filmes não tem humor, mas apresentam drama bem roteirizado, trilha sonora de dar calafrios, visual sombrio (sempre é de noite e neva), sangue, muito mesmo (mas na medida certa) e um final diferente. Confira a seguir imagens de ambos filmes:

DEIXE ELA ENTRAR (sueco, 2008)








DEIXE-ME ENTRAR (americano,2010)






Não importa qual das versões você irá assistir, é um entretenimento de tirar o fôlego. Talvez o sueco seja um pouco difícil de encontrar, somente em locadoras bem grandes. Já o americano é fácil até de baixar. Enfim, essa é minha recomendação, pois essa história já é um clássico moderno. Aceite o convite: DEIXE ENTRAR ...

NOTAS: DEIXE ELA ENTRAR: 10
               DEIXE-ME ENTRAR: 10




CRÍTICA DOS ÚLTIMOS 10 FILMES QUE ASSISTI

Caro leitor, devido a falta de tempo por ser estudante nem sempre posso assistir filmes. Mas no mês de férias pude tirar o atraso e ver várias obras. Vou agora comentar brevemente 10 filmes:
1- DESCONHECIDO: É um filme de ação bem no estilo BOURNE ou SALT. Mais uma vez o personagem central corre sem saber o que está acontecendo.Só que dessa vez ninguém se lembra dele e ele luta para provar que é um conceituado doutor. É um filme bom, mas nada de novo. 

NOTA: 8


2- SANTUÁRIO: Esse é baseado em fatos reais, foi feito com a tecnologia de AVATAR. Claro que é inferior a AVATAR,  mas é bem empolgante, apesar da crítica especializada não ter gostado. O filme trata de um grupo de exploradores e mergulhadores de cavernas subaquáticas,que após uma tempestade, ficam presos e são obrigados a irem mais fundo. Os personagens começam a brigar, pois o relacionamento sob tensão é difícil. Se destacam pai e filho que sempre brigam, mas acabam dando um jeito na sua relação. Mesmo com alguns clichês, o filme é bom e até o final consegue ser emocionante, no melhor estilo JAMES CAMERON ( não como diretor, mas como produtor). 

NOTA: 7


3- ESPOSA DE MENTIRINHA: só há uma coisa a dizer se tratando de uma comédia de ADAM SANDLER, é um puro besteirol, mas que rende muita risada.O cirurgião plástico Danny recruta a ajuda de sua leal assistente Katherine para que se faça passar por sua futura ex-mulher, com o objetivo de encobrir uma mentira inocente contada para ganhar uma professora muito mais jovem que ele. As mentiras se sucedem, o plano falha, os filhos da sua assistente acabam envolvidos e todos acabam passando um fim de semana no Havaí,, o que mudará as suas vidas. JENNIFER ANISTON está bem no filme, o elenco parece se divertir muito, já que fazer uma comédia dessas é uma grande brincadeira. 

NOTA: 7


PS: JENNIFER ANISTON NOTA 10 SEMPRE 

4- OS AGENTES DO DESTINO: Esse sim é um filme e tanto.Trata-se da história de David  (MATT DAMON) um político que conhece uma linda bailarina.Eles se apaixonam loucamente, porém os deuses, anjos ou seja lá o que são que controlam nossa vida os proíbem de ficarem juntos. Então começa uma correria para o jovem casal conseguir enganar os agentes do destino e ficarem juntos. O filme lança uma incrível moral de que nós sempre podemos escolher e fazer nosso próprio destino, não importa quem diga o contrário. Mesmo com clichês, a química dos dois atores e uma moral incrível que sempre meche comigo ( de fazer seu próprio destino ), recomendo muito este filme. 

NOTA: 9


5- O BESOURO VERDE: É mais um filme de herói desastrado, mas que no fim salva o dia. O grande trunfo do filme é o ótimo humor, chega a parecer comédia (SETH ROGEN sempre doido). As cenas de ação também são bem diferentes, com situações e armas bem inusitadas, tendo um roteiro bastante inteligente. A revelação foi o novo ator JAY CHOU, que possivelmente aparecerá em muitos filmes pela frente. Quem quase não tem destaque é a maravilhosa Cameron Diaz (aparece pouco). Esse é o primeiro blockbuster de 2011, considerado ''uma surpreendente explosão de diversão''. No final das contas são 2 horas de filme que valem a pena! 

NOTA: 8

6- A GAROTA DA CAPA VERMELHA: Interessante é perceber que crescemos escutando versões suavizadas da fábula de Chapeuzinho vermelho, que servia de alerta às jovens ingênuas para os perigos que a vida oferecia. O filme retoma esta icônica história de medo, que tem elementos universais como a capa, a floresta e o temor de lidar com o inesperado: um lobo que consegue falar com a protagonista. Entre tantas interpretações, duas delas cabem ser ressaltadas neste texto, que é o fato da fábula representar o medo diante do desconhecido e a dúvida diante do fato de que o mal representado pela figura do lobo pode ser alguém muito próximo a você. Neste caso, o que fazer? Esse é o diferencial do filme, que aborda de maneira inovadora a fábula universal da menina que sai pela floresta para levar doces para a sua vovó. Na trama, por sinal, a vovó é apenas chamada por este vocativo, não tendo o seu nome representado na personagem.


A direção de arte é bastante competente e a trama está muito acima do esperado. A Garota da Capa Vermelha traz Leonardo Di Caprio como um dos produtores executivos, numa trama guiada por Catherine Hardwicke, responsável por assinar a direção de CREPÚSCULO e AOS TREZE, e que desta vez, comanda a brincadeira que traz nomes de peso como Gary Oldman (como o padre Solomon), Virgina Madsen (como a mãe da personagem que intitula o filme), Max Irons (do recente O Retrato de Dorian Gray) entre outros. 

  No final das contas o filme segue o estilo de CREPÚSCULO,  porém é bem melhor... um filme médio.

NOTA: 7


7- EU SOU O NÚMERO QUATRO: Apesar de fraco em bilheterias, e a maior parte da crítica não ter gostado, achei um dos melhores blockbusters do ano até agora. É  um início de uma saga que tem bons elementos na mão: alienígenas, superpoderes, romance proibido, bons efeitos especiais ,jovens atores carismáticos e excelentes coreografias de ação. A sequência final é ótima e muito eletrizante. Tudo isso graças a DJ CARUSO, diretor dos ótimos PARANÓIA, CONTROLE ABSOLUTO e ROUBANDO VIDAS. Vale a pena ver sem preconceitos, pois não é um filme para fazer pensar mas apenas para divertir. É a boa e velha ficção científica bem pipoca. Recomendo muito e torço : que venha uma saga... NOTA: 8




8 E 9- NICOLAS CAGE EM DOSE DUPLA: Assisti aos 2 novos filmes dele: CAÇA ÁS BRUXAS e FÚRIA SOBRE RODAS 3D. Acontece que os filmes dele sempre tem algo em comum: alguma espécie de magia. Em CAÇA ÁS BRUXAS ele e um grupo de amigos lutam para levar uma mulher acusada de bruxaria até um mosteiro. O bacana do filme é a crítica à igreja católica por causa das cruzadas e a inquisição. 

NOTA: 7


Já FÚRIA SOBRE RODAS 3D (odeio esse 3D nos nomes) mostra que CAGE voltou do inferno para impedir que uma seita sacrifique sua netinha bebê em um ritual. Esse filme tem um jeito mais trash, tipo  MACHETE, ação com muita piada e coisas impossíveis. Um ponto ruim são os efeitos especiais que não são muito bons (fique atento ao final). É um filme banal, diverte uma vez, depois você se esquece. Tem melhores... 

NOTA: 6



10- DOCE VINGANÇA: Enfim um filme difícil de descrever. Trata-se de um filme brutal, chocante; a violência se torna algo banal. A moça vai para uma pequena cidade ficar em paz e escrever seu romance, no entanto, alguns homens da cidade a torturam ,a estupram (numa cena bem longa e forte) e a deixam para morrer. Porém ela sobrevive; e com sede de sangue, pois sua vingança será brutal , visceral e questionável. Ela faz torturas, jogos e até castra um homem (nem vou falar onde ela bota o órgão genital dele). É um soco no estômago assistir esse filme frio, que não assusta muito, mas deixa enjoado.Não chega a ser o melhor desse tipo, mas é um dos mais fortes. Quem tem coragem assista, pois é um programa e tanto. Eu tenho que dizer: gostei sim do filme, poderia ser melhor, talvez com melhores efeitos e roteiro, mas cumpre muito bem seu papel de chocar. A vítima se torna pior que seus estupradores. Eu penso: se isso acontece-se na vida real, quem sabe diminuiria o número de mulheres violentadas. Não estou dizendo que o que a moça faz é certo, mas somente assistindo o filme você vai perceber o quanto é merecida essa DOCE VINGANÇA!!!

NOTA: 8



]



CRÍTICA DO FILME RIO



Rio, que é dirigido por Carlos Saldanha, conta a historia de Blu uma arara domesticada que nunca aprendeu a voar e tem uma vida tranquila e confortável ao lado de Linda, sua dona e melhor amiga, na pequena cidade de Moose Lake, Minnesota. Blu e Linda pensam que ele é o último de sua espécie, mas quando ficam sabendo que existe uma outra arara azul que vive no Rio de Janeiro, eles partem para a terra distante e exótica na expectativa de encontrar Jade, uma fêmea da espécie de Blu. Logo depois de sua chegada, Blu e Jade são sequestrados por um grupo de atrapalhados contrabandistas de animais. Com a ajuda da experiente Jade e um grupo de debochados e faladores pássaros da cidade, Blu consegue escapar. Agora, com seus novos amigos ao seu lado, Blu precisa descobrir a coragem para aprender a voar, enganar os sequestradores que continuam em seu encalço e voltar para Linda, a melhor amiga que um pássaro já teve.

  Acontece que se trata de um filme visualmente arrebatador... reconstruindo a cidade do RIO DE JANEIRO  de maneira perfeita. E  a trilha sonora? Brasileira ao máximo, com muito samba e até MPB . RIO diverte e muito, mas faz pensar sobre nosso ecossistema, que cada vez mais tá indo por água abaixo. Sem dúvida RIO é a melhor computação feita pelo estúdio FOX , e isso graças ao diretor Carlos Saldanha, que é brasileiro... Recomendo, pois é outro forte candidato ao Oscar ano que vem e espero que vocês caro leitores apreciem esta obra prima, tão bela quanto a cidade do RIO!!!                  

NOTA: 10



Atualização um ano depois: RIO foi pro Oscar na categoria de melhor canção original, a canção Real in Rio, feita por Sergio Mendes e Carlinhos Brown para a animação. Mas perdeu para Man ou Muppet, música do filme OS MUPPETS, composta por Bret McKenzie.


CRÍTICA DO FILME RANGO

O faroeste é um dos estilos de filme mais clássico que existe. Acontece que acaba de chegar em DVD um dos melhores faroestes de todos os tempos, e isso que se trata de uma computação gráfica infantil. Acontece que RANGO ,assim como a maioria das computações, é melhor que muito filme para ''adultos''.



O personagem central é o típico fracassado que no fim das contas vira o grande herói, seu nome é RANGO,  dublado originalmente por Johnny Deep. Além de boas cenas de aventura, muita comédia e uma moral ecológica, o filme apresenta um ótimo visual gráfico , bem diferente e superior aos demais filmes do gênero. Percebe-se a textura do pêlo, escamas e penas dos animais. Trabalho fantástico que a equipe de criação fez.

  Ao todo é um grande filme, cheio de sacadinhas que eu não posso comentar para não estragar a surpresa. É um entretenimento e tanto para toda família e deve-se assistir com atenção. Há críticos em diversos sites que afirmam que RANGO  é um forte candidato ao Oscar do ano que vem.  

NOTA: 10



Atualização feita um ano depois: acertei em cheio e RANGO realmente levou o prêmio de melhor animação no Oscar 2012.

MINHA PRIMEIRA POSTAGEM OFICIAL

   Como minhas primeiras críticas gostaria de dizer o que achei dos principais candidatos ao Oscar desse ano de 2011. Há vários estilos diferentes de filmes, mas com uma característica similar, filmes bem independentes, baratos. Filmes sem grandes pretensões de serem sucessos de bilheteria, mas visam mesmo é ganhar prêmios devido a destreza de uma boa direção , bom roteiro e ótimas atuações. Há dois filmes que acho que não se enquadram por serem verdadeiros blockbusters: A ORIGEM e TOY STORY 3. Claro que esses filmes são excelentes, mas bem diferentes dos demais filmes independentes. O fato é que esses dois filmes são milionários e conquistaram o público, tanto que o filme dos brinquedinhos ( TOY STORY ) foi a maior bilheteria do ano passado(2010) e  A ORIGEM  foi a quarta maior.

    Bom, vou me aprofundar nos filmes independentes então. Primeiro devo falar do único que eu não gostei: MINHAS MÃES E MEU PAI. Não é de hoje que o cinema traz histórias sobre o homossexualismo e ganha Oscar com esses filmes.  E tudo bem deve-se fazer mesmo. Mas acontece que esse filme apresenta uma história até interessante no início, o fato dos filhos de duas mulheres casadas quererem conhecer o seu doador de esperma. Mas logo o filme toma um ritmo meio cansativo, chato, onde tudo gira em torno de um fato clichê: a traição. Sim, uma das mães se relaciona com o doador. O fato que poderia deixar o filme emocionante que é a relação dos filhos com o pai se perde. E o final acaba não sendo um final mas sim em aberto, com várias possibilidades. Enfim, um filme que poderia ser melhor explorado, mas foi o menos empolgante de todos. O grande destaque vai mesmo para o excelente elenco.

NOTA: 6


  Mas nem tudo está perdido (kkkk) já que foram apresentados verdadeiras obras primas. Primeiro lugar vou falar das emocionantes e curiosas histórias reais: 127 HORAS, A REDE SOCIAL, O DISCURSO DO REI e O VENCEDOR. Sem dúvida , caro leitor, o mais importante é  A REDE SOCIAL. Trata-se da história moderna, o fato de todos nós hoje estarmos conectados é algo que ás vezes não sabemos explicar exatamente como aconteceu. Apenas sabemos que estamos plugados aqui, e o filme nos dá uma base de como funciona tudo isso, e também as leis e lutas na justiça que novas criações implicam. A atuação de todos é uma das mais impecáveis até hoje, principalmente do trio principal Andrew Garfield, Justin Timberlake e o protagonista Jesse Eisenberg. Os diálogos entre os três são extremamente bem construídos, dando muita credibilidade ao filme. Sem dúvida para mim foi o melhor e merecia o prêmio máximo.

NOTA: 10











   Outro filme muito forte foi O VENCEDOR, com Cristian Baile na sua melhor performance. O VENCEDOR consegue ser emocionante e engraçado ( Amy Adams brigando com as mulheres da família de Mark Wahlberg é melhor que muito filme de comédia) em muitas cenas, sendo muito bom de assistir. Apesar de boxe e lutas já serem manjadas no cinema, esse filme vai direto ao ponto em mostrar uma interessante história verídica. Vale a conferida.

NOTA: 9


127 HORAS é surreal e mostra o quanto um ser humano pode ser forte ( fique atento as cenas finais quando ele se desprende da rocha). Ótima atuação de James Franco. Mais uma vez o diretor Danny Boyle ( o mesmo de QUEM QUER SER UM MILIONÁRIO, EXTERMÍNIO e POR UMA VIDA MENOS ORDINÁRIA ) se supera, com uma direção inteligente e visceral.

NOTA: 8


 Agora falarei do grande vencedor : O DISCURSO DO REI. Trata-se do filme mais leve do Oscar, sem cenas fortes, mas uma grande atuação de Colin Firth como o futuro rei gago. É  um filme que mostra que a realeza inglesa pode sim ter uma amizade com alguém simples, no caso aqui trata-se de Geoffrey Rush, o homem que ajuda o rei a lidar com a gagueira. É  um filme peculiar ao lidar com a guerra sem mostrá-la em uma cena sequer de combate. O DISCURSO DO REI é um filme que pode dar um pouco de sono em quem não se interessa por histórias simples, mas que no fundo tem um enorme significado.

NOTA: 9




  Mas também tiveram interessantes ficções como o remake BRAVURA INDÔMITA: não é o melhor dos irmãos COEN, mas é interessante uma menina ser mais esperta que os demais personagens, numa atuação fria mas muito intensa. É  um filme que poucos curtirão mas continua sendo uma obra bela e emocionante . OBS: BRAVURA INDÔMITA tem uma ótima fotografia. Belas paisagens ...

NOTA: 8


  Por fim vou falar sobre o mais diferente filme dos  últimos anos: CISNE NEGRO. Filme forte, de muito difícil entendimento e digestão; é sombrio, forte, ousado, sensual, arrepiante e muito , muito psicológico.  Com um final surpreendente e acontecimentos no qual você não sabe ao certo se é realidade ou fantasia, esse filme pode não agradar a muitos ( e muitos pais não deixarão seus filhos assistirem devido a cena de sexo lésbico entre Natalie Portman e Mila Kunis ). Mas recomendo... assista ele com mente aberta e no final reflitam se a personagem NINA (Natalie) era realmente a mocinha da história, ou se realmente ela encarnou o papel de CISNE NEGRO. Foi o filme injustiçado do Oscar, levou só um, merecia todos. Uma obra de arte.

NOTA: 10



  Amigos, ficarei devendo apenas um filme: INVERNO DA ALMA. Esse eu não assisti ainda, mas assim que o fizer colocarei aqui o que achei. Em outra ocasião falarei mais sobre A ORIGEM e TOY STORY 3. Espero que gostem das minhas primeiras visões do cinema no meu blogg. Podem comentar a vontade, só peço que com educação... atenciosamente... Léo.