Notícia: Movimento #MeToo pode ganhar série criada por Ryan Murphy



O movimento #MeToo deu-se início no século passado, mais precisamente em 1996, ainda sem as badaladas redes sociais. Tarana Burke foi que que deu partida para o protesto. Naquela ocasião a ativista, que já lutava pelos direitos das jovens mulheres negras, ouviu o relato de uma criança vítima de assédio sexual e não teve a coragem de responder. Anos mais tarde, o mundo iria conhecer tal fato.

Após os escândalos envolvendo o produtor Harvey Weinstein, a expressão ganhou grande destaque dentro do cinema e nos principais eventos cinematográficos. E é esse o desejo de Ryan Murphy, explorar todo este fato em uma série, nos moldes de Black Mirror.

Segundo informações do New Yorker, o projeto ainda está em sua fase de ideias e pautas, mas sabe-se que os episódios terão os casos do produtor e também do ator Kevin Spacey, além de outros que estão sendo desenrolados.

Ryan Murphy recentemente assinou um contrato milionário com a gigante Netflix e o projeto pode ser uma das primeiras parceria das partes.

O que achou desta notícia? Comente e não deixe de navegar em nossas redes sociais!

Fagner Ferreira

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário