Primeiras Impressões: Queer Eye esta de volta! - O Reality Transformação LGBT da Netflix


Queer Eye, agora sem o Straight Guy, está de volta! O reality transformação LGBT da Netflix foi repaginado para melhor. Se você ainda não assistiu, corre para conferir esse seriado, que me deixou com saudades (isso só havia acontecido quando assisti à Desperate Housewives).

Queer Eye é um daqueles programas que trabalha com a alma de quem participa e assiste. Ele possui uma leveza de editoração e direção que faz com que você queira participar daquilo que acontece nos episódios, como que por uma perspectiva poética.



Os cinco fabulosos (ou The Fab Five, como se chamam), trabalham cada um em determinada área; Bobby Berk é o cara engraçado, responsável pela transformação e arrumação da casa; Karamo Brown é o inteligente e simpático que cuida do lazer e da vida social dos participantes.

Antoni Porowski é o bonitão e extrovertido do grupo que auxilia com receitas práticas e dicas culinárias saudáveis; Tan France tem uma personalidade marcante e muda o visual de quem participa, com dicas importantes e que não mudam a essência masculina; Jonathan Van Ness que para mim é a estrela do programa, pelo seu jeito de não se importar com nada, é quem transforma o visual da “barba, cabelo e bigode”, dando dicas de beleza que são fáceis de seguir e sempre consegue achar algo de belo no outro.


Eles invadem a casa e a vida dos que participam e confrontam de uma maneira harmoniosa suas culturas e crenças. E o que teoricamente poderia afasta-los, se torna um motivo para entendimento e aceitação.

Conforme os apresentadores vão mostrando suas habilidades e suas estórias de vida, então percebemos que cada um deles também é impactado conforme os episódios vão acontecendo.


Não é à toa que cada pessoa que participa do programa tem algum tipo de característica que afeta algum dos especialistas e então barreiras e preconceitos são quebrados de ambos os lados. Observamos que até os Fab Five se transformam ao logo do seriado.


Pessoas que não eram acostumadas a abraçar, solitários, com medos, começam a ver a vida sobre uma ótica diferente, sugiro que assista aos episódios com um lencinho do lado, porque certamente lágrimas vão rolar, mas você terminará o programa com um belo sorriso no rosto. 

E se você é daqueles que não curte nada que seja LGBT, mesmo que o foco seja a transformação de homens em geral, recomendo que coloque seu preconceito no bolso, dê uma chance para os garotos e veja sob um ângulo diferente antes de julgar.



Eu não vou me aprofundar sobre o que acontece na temporada, porque recomendo, caro leitor, que você tenha esta experiência fortalecedora de assistir e chegar as suas próprias conclusões.


Título Original: Queer Eye

Diretores: Andy Cohen, David Collins, David Metzler

Elenco: Antoni Porowski, Tan France, Karamo Brown, Bobby Berk, Jonathan Van Ness


Sinopse: Queer Eye for the Straight Guy é um reality show norte-americano de uma hora de duração. O programa estreou no canal a cabo Bravo em 15 de julho de 2003, e se transformou no programa de maior sucesso daquele canal. Em 2018 ganhou uma nova versão pela Netflix. 

Trailer: 



E você, já assistiu Queer Eye? O que achou? Escreva nos comentários e não esqueça de curtir e compartilhar com os amigos! :)

@LillyDzura

Criativa, Cinéfila, Curiosa, acredita que os filmes influenciam em sua vida como lições que podem ser aprendidas sem que aquilo tenha acontecido em sua vida. Acha que toda história tem dois lados e que sempre há alguma coisa de bom para ser aprendido no que deu errado.

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário